Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Receita de ano novo

(Carlos Drummond de Andrade)


Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?)

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumidas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver.


Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.

Votos para 2014


Que o Senhor Deus seja seu sustento e sua fonte de todo bem espiritual, emocional e material. Que você possa servi-Lo com empenho, e auto sacrifício, quando for necessário.
Que você tenha sempre força, energia e disposição para cumprir todas as promessas que fez a si mesmo, a Deus e aos outros.
Que você tenha fome e sede de Deus e da Sua Palavra. Que você possa ler, meditar, entender e praticar tudo que aprender nela.
Que você aprenda mais sobre si mesmo e sobre as pessoas que ama.
Que se divirta muito e não perca os sorrisos ao seu redor.
Que você siga sempre o caminho da excelência pessoal e tenha paciência com aqueles que não entendem o que isso significa.
Que seus dias sejam guiados pela coragem, honestidade, misericórdia, fidelidade e amor.
Que você experimente a vida abundante que Jesus lhe oferece todos os dias, e viva a cada dia a melhor versão de si mesmo!

São os meus mais sinceros votos a você e sua família:
Raquel Roque.


sábado, 28 de dezembro de 2013

Você está criando seu futuro hoje.


Você nunca vai sair de onde você está, até que você decida onde você gostaria de estar. O dia em que você tomar uma decisão sobre a sua vida é o dia em que seu mundo vai mudar. Mova-se decisivamente em direção aos objetivos que você estabeleceu. A Intolerância com o seu presente cria o seu futuro.

"Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não o percebem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo.”
Isaías 43.18-19

Pense nisso!

Gostou? Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos. Vamos espalhar boas sementes!
Conheça também...

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Um grau para o sucesso

O conceito dos 100º é um conceito fantástico que nos ajuda a perceber como às vezes uma pequeníssima dose de esforço separa o sucesso do insucesso.

Água a 99° está muito quente, praticamente a ferver. Mas, ainda não está fervendo. Com mais um grau ela ferve, e é esse grau a mais que faz toda a diferença!
Ao ferver a água gera vapor e o vapor pode mover uma caldeira e movimentar grandes locomotivas e navios. Mas a 99° nada disso seria possível!
O mesmo se passa na nossa vida. Às vezes temos de procurar alcançar aquele “grau” extra, que põe a nossa vida pessoal e profissional a mexer, tal como a locomotiva. Quantas vezes não olhamos para os 99º e já sentimos muito quentes, e ficamos confortáveis, não lutamos para chegar aos 100º?!
Muitas vezes, quer seja na vida pessoal ou profissional, não atingir os 100º  significa não alcançar o sucesso.
O mesmo se dá em seu compromisso com Deus. Se você não alcançar aquele grau a mais, nunca vai experimentar a vida abundante que Jesus prometeu, ter os dons ou os frutos do Espírito Santo.
A pergunta agora é: O que você precisa fazer para atingir esse único grau a mais que fará toda diferença? Talvez orar uns minutos a mais... Ler a Bíblia um pouco mais devotadamente... Ou mesmo praticar aquilo que já leu nela... O que falta para você ferver cheio de Deus?

Pense nisso!

Gostou? Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos. Vamos espalhar essa boa semente!
Conheça também...

As coisas mais importantes da vida

Um professor de filosofia entra na classe e, sem dizer uma só palavra, pega um pote de vidro grande e vazio, e começa a enchê-lo com bolas de golf. Em seguida, pergunta aos seus alunos se o frasco estava cheio e
imediatamente todos disseram que sim.
O professor pega então várias bolinhas de gude e as coloca dentro do pote. As bolas de gude preenchem todos os espaços vazios entre as bolas de golf. O professor volta a perguntar se o pote estava cheio e ouve de seus alunos que agora sim o pote estava cheio.
Em seguida, ele pega uma caixa de areia e a esvazia dentro do pote.
A areia preencheu os espaços vazios que ainda restavam e ele perguntou novamente aos alunos, que responderam que o pote agora estava cheio.
O professor pega seu copo de café e o derrama sobre o pote umedecendo a areia. Os estudantes riam da situação, quando o professor falou:
_ Quero que entendam que o pote de vidro representa nossas vidas. As bolas de golf são os elementos mais importantes, como Deus, a família e os amigos, com os quais nossas vidas estariam cheias e repletas de felicidade. As bolinhas de gude são as outras coisas que importam: o trabalho, a casa, o carro, etc. A areia representa as pequenas coisas. Mas se tivéssemos colocado a areia primeiro, poderia não haver espaço para as bolas de golf e para as de gude. O mesmo ocorre em nossas vidas: se gastamos todo nosso tempo e energia com as pequenas coisas nunca teremos lugar para as coisas realmente importantes. Prestem atenção nas coisas que são primordiais para a sua felicidade. Brinquem com seus filhos, saiam para se divertir com a família e com os amigos, dediquem tempo a vocês mesmos, busquem a Deus e creiam Nele, busquem o conhecimento, estudem, pratiquem seu esporte favorito. Sempre haverá tempo para as outras coisas, mas ocupem-se das bolas de golf em primeiro lugar. O resto é apenas areia.
Um aluno se levantou e perguntou o que significava o café.
O professor respondeu:

_ Que bom que me fez esta pergunta, pois o café serve apenas para demonstrar que não importa quão ocupado você esteja, sempre haverá tempo para tomar um café com um amigo.

Pense nisso!

Gostou? Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos. Vamos espalhar boas sementes!
Conheça também...

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

QUANDO A GENTE TEM TEMPO

(De Raquel Roque.)

Quando a gente tem tempo...

A comida simples se torna um manjar dos céus,
E sacia muito mais do que a fome do corpo,
Também pode saciar a fome da alma.

Quando a gente tem tempo...
Dá pra sentir os sabores da vida, o tempero do amor e a doçura das amizades.

Quando a gente tem tempo...
A gente pode descansar do dia a dia pesado, dos trabalhos e dos embates,
E damos uma trégua nas preocupações.
A gente aprende a dar tempo ao tempo e entende que a gente tem colinho do Pai quando o cansaço físico e emocional vem nos abater.

Quando a gente tem tempo...
A gente dorme melhor, sonha mais e se lembra do que sonhou.
E, enquanto a gente não está “dormindo” pra vida, a gente sonha ainda mais a idealizando.

Quando a gente tem tempo...
A vida parece mais bela, porque a gente consegue enxergar os pequenos e ricos detalhes, como num filme em câmera lenta.
Então, a gente percebe o sorriso das crianças, a esperteza dos filhos, a sabedoria dos idosos, a inteligência dos animais, a beleza das flores, a fidelidade das mães, o brilho no olhar das pessoas que amam, os desenhos que as nuvens fazem no céu e a plenitude das manhãs...

Quando a gente tem tempo...
A gente pode assistir aos mais belos espetáculos em cartaz todos os dias, e de graça, como o nascer e o pôr do sol, a perfeição do horizonte unindo o céu e o mar, e o voo das gaivotas.

Quando a gente tem tempo...
Os ouvidos se desentopem das muitas notícias más e a gente passa a ouvir mais e melhor; Ouvimos o canto dos passarinhos e também o que está por trás das palavras das pessoas; Ouvimos os filhos, o cônjuge e o que o mundo ao redor está nos dizendo.
Então, a gente aprende a ouvir os corações e a entender os silêncios. A gente percebe mais a comunhão com os filhos e como as palavras podem adoçar o casamento.

Quando a gente tem tempo...
A gente multiplica os sorrisos e diminui as rugas e as rusgas...

Quando a gente tem tempo...
Deus se revela em profundidade;
Ele fala e a gente consegue ouvir e entende4;
Estreita-se o laço com o Criador.

Quando a gente tem tempo...
Pra silenciar e, educadamente, ceder lugar ao diálogo, o Espírito Santo nos ensina a sabedoria da vida, o poder do perdão e a beleza da eternidade.

Quando a gente tem tempo...
As feridas cicatrizam mais rápida e facilmente, porque a maioria das pessoas não para nem pra reconhecer suas dores, e muito menos para o tratamento de Deus para elas.

Quando a gente tem tempo...
Tudo fica mais fácil, porque a pressa tem o poder de azedar os relacionamentos, amargar as palavras e envenenar as amizades.

Ah! Quando a gente tem tempo!
Tudo fica simples e claro,...
Os erros ficam escassos e os acertos muito mais fiéis.

Ah! Que bom quando a gente tem tempo!
E,... Quer saber? A gente não possui tempo.
Na verdade, a gente “faz” o tempo.
E o tempo que a gente faz é a prova real do valor que a gente dá às verdadeiras prioridades, e às pessoas que são realmente importantes.

Quando a gente tem tempo...
A gente dá à luz os momentos eternos e as belas feituras;
A gente consegue ler e escrever poesias;
A gente embeleza a vida.

E é por isso que me levantei nesta madrugada pra escrever esta delícia que meu coração me ditou.
Não consegui dormir até que dei uma chance às palavras de ficarem belas e doces.
Eu não podia perder isso por nada!

Quando a gente tem tempo, ou quando a gente “cria” o tempo...
A gente está dando uma chance para que as coisas boas aconteçam...
Então,... EXPERIMENTE!

Pense nisso!
Boa pedida para o ano novo, não acha?!


Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
Conheça também...

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

OBSTÁCULOS

Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada.
Então, se escondeu e ficou observando para ver se alguém tiraria a imensa rocha do caminho. Alguns comerciantes e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantinha as estradas limpas, mas nenhum deles tentou sequer mover a pedra dali. 
De repente, passa um simples camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou removê-la dali. Com muito esforço e suor, ele finalmente conseguiu mover a pedra para o lado da estrada. Ele, então, voltou a pegar a sua carga de vegetais quando notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra. A bolsa continha muitas moedas de ouro e uma nota escrita pelo rei que dizia que o ouro era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho. O camponês aprendeu o que muitos nunca entenderam: Toda dificuldade contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição.

Repense suas atitudes. Se você sempre contorna os problemas, eles continuam lá, e sempre terá que se deparar novamente com eles. O melhor é encarar as dificuldades. Remova as pedras do caminho! Pode ser até que você ganhe uma boa recompensa do “Rei dos reis”. E, se não ganhar, já terá ganhado algo muito especial: a consciência do dever cumprido.

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
E conheça também...

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

O Sonho e a Atitude

O sonho é matéria prima mental, espiritual. A toda matéria prima é preciso impor o trabalho, a persistência, a dedicação, a disciplina, ou seja: o esforço e a atitude orientada para que o sonho se realize.

Não basta apenas sonhar. Não basta apenas querer. É preciso ter atitude. Atitude é o que define, que abre caminhos, que faz a diferença.

Sonhar é preciso! Mas a atitude de trabalhar conscientemente pela realização do sonho é imprescindível! O sonho é um potencial, mas só a materialização dele torna sua existência real! As recompensas vêm das nossas realizações, não do nosso potencial!

Sonhe. Sonhe muito. Mas lembre-se: sonhar é importante, mas o sonho é apenas o combustível do motor das realizações. Sonho sem atitude é delírio.

PÁGINA OFICIAL: Carlos Hilsdorf

Pense nisso!

Compartilhe este texto com as pessoas que você ama!
Conheça também...

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Afinal, o que é MOTIVAÇÃO?

Muito já se falou sobre motivação. Aliás, diversos autores a definem de forma errada, como veremos a seguir.
Mas, e você? Você sabe de fato o que é MOTIVAÇÃO? Entendê-la e vivenciá-la trará muitos benefícios à sua vida e sua carreira.
A verdadeira motivação nasce quando você encontra seu papel diante da vida.
Jamais a confunda com INJEÇÃO DE ÂNIMO, já que isso equivale a dar uma força, um “empurrãozinho”, e dizer a você que algo é possível. 
Entenda “injeção de ânimo” como qualquer situação provocada pela vida, seja a palavra de um amigo, uma experiência ou um livro que possa ser resumido na frase: “Vá em frente, você é capaz e seus sonhos podem ser realizados!” – isso é tudo que a injeção de ânimo fará por você. Ela é breve como um piscar de olhos e não tem poder. É passageira e está longe de ser a verdadeira motivação.
De modo algum confunda motivação com ENTUSIASMO, pois também são estados diferentes. Entusiasmo é uma palavra de origem grega que significa "Deus dentro de si" e, em português, as pessoas a usam como sinônimo de empolgação e euforia, o que é um erro gravíssimo. Empolgação e euforia são fenômenos passageiros e muito pequenos quando comparados ao entusiasmo. Nada de grande na vida é realizado com base na euforia, porém grandes erros são cometidos devido a ela.
O entusiasmo significa o estado especial de espírito em que você manifesta a presença divina em si próprio. Ele é a luz do Criador refletida no espelho de sua alma e que ilumina tudo ao seu redor. É o principal pré-requisito para a verdadeira motivação, é a manifestação íntima de nossa capacidade de nos maravilharmos diante da vida.
No entanto, não adianta estarmos apenas encantados com a vida. Precisamos de AÇÃO! Precisamos AGIR para colaborar efetivamente com a melhoria contínua do mundo em que vivemos e com o nosso próprio desenvolvimento. Aí começa a verdadeira motivação.
Assim, entenda MOTIVAÇÃO como o conjunto de razões que o levam a AGIR, as causas pelas quais você se mobiliza. Observe que o sentido de sua vida passa por dois caminhos: sua evolução espiritual e a contribuição efetiva que dará à sua vida, o legado que deixará com sua passagem pelo mundo. Ser uma pessoa de valor é mais importante que ser um indivíduo de sucesso, pois o verdadeiro sucesso é a consequência de uma vida de valor.
Este é um pequeno trecho do meu artigo “A Essência da Motivação”, publicado originalmente no livro “Gigantes da Motivação”.

PÁGINA OFICIAL: Carlos Hilsdorf

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com os amigos.
Conheça também...

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

SEMPRE O MELHOR

Podemos imaginar que, por estar Deus conosco, devemos conquistar todas as nossas metas.
Em sua marcha para a terra prometida, o povo de Israel venceu muitos povos, mas não a todos.
A um não venceu porque orgulhosamente o enfrentou, baseando-se alienas em sua própria força.
A outros não venceu porque Deus determinou que não os enfrentasse, mas pagasse para passar por suas terras.
Aos que venceu, o triunfo se deveu à atenção que deram à palavra de Deus. Venceram, sobretudo, porque Deus lutou ao seu lado, conforme a expressa e repetida promessa que lhes fez.
Eles não conquistaram apenas cidades frágeis, mas também as que "tinham muralhas altas e fortes".
Precisamos, diante dos nossos alvos, perguntar quais são aprovados por Deus. No caso de um concurso, por exemplo, o bom salário e a segurança não são suficientes para os desejarmos. Precisamos orar em busca da benção de Deus. Se Deus não o aprova, devemos fazê-lo quantas vezes necessário até a aprovação.
Precisamos, diante dos alvos, mirar não os mais fáceis, mas os melhores. Não podemos nos contentar com nada que não seja o melhor.

Israel Belo de Azevedo
Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
E conheça também...


segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

REVELAÇÃO DO CARÁTER


Um nobre certa vez deu um grande banquete. Enquanto os convidados estavam à mesa, entram dois mascarados e fantasiados, não mais altos que uma criança de seis anos: um personificava um cavalheiro, o outro representava uma dama. Tinham as vestimentas a caráter, bem apuradas, e dançaram a frente dos convidados, com toda habilidade e perfeição. Os convidados divertiam-se a valer e admiravam a destreza e polidez do par dançante. Aplaudiram o esmero daquelas crianças polidas.
A esta altura, um velho serviçal da casa tomou uma maçã e arremessou-a entre os dois dançarinos. Imediatamente, o "cavalheiro" e a "dama" se precipitaram sobre a fruta, engalfinhando-se e rasgando as respectivas máscaras e fantasias e... surpresa! Em vez de crianças, era um casal de macacos.
Os convidados passaram a rir a valer. Mas o velho serviçal disse com toda a gravidade: "Macacos e tolos podem vestir-se com apuro, mas logo virá o dia em que serão conhecidos como realmente são".
Não podemos simular por muito tempo um caráter que não temos. O verdadeiro logo aparece.
Sermon Illustrations.

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
E conheça também...

sábado, 14 de dezembro de 2013

A QUARTA RODA


Um motorista convidou um jovem a viajar em sua companhia. O jovem mostrou-se logo muito amigo e, antes de ser interpelado pelo motorista perguntou:

_ "O senhor é um ministro (pastor), não é?"
_ "Sim", respondeu o motorista. "E como você o sabe?"
_ "Oh, sou bem capaz de distinguir as pessoas", respondeu o jovem. E logo começou a contar como fugira de casa e da escola, mas agora estava de volta para recomeçar seus estudos e se tornar um homem de sucesso.
Quando o rapaz terminou sua história, o motorista virou-se para ele e disse:
_ "Filho, há alguns atributos de que uma pessoa necessita para ser bem sucedida. Em primeiro lugar ela precisa ser sociável e fazer amizades." 
_ "Oh, isto é fácil para mim", replicou o jovem. _ "Eu aprecio o povo. Olhe, o senhor e eu já somos amigos e nos conhecemos há pouco tempo."
_ "Bem, outra coisa que é importante", disse o pastor, "é ser bem desenvolvido fisicamente." O rapaz sem hesitar mostrou seus bons músculos. O pastor continuou:
_ "Você também precisa ser intelectualmente são."
_ "Bem, examine-me nisto também", replicou o rapaz. "Lembre-se de que eu disse que estou de volta à escola."
_ "E o quarto requisito", acrescentou o motorista, "é ser forte espiritualmente."
O rapaz ficou em silêncio. Somente se ouvia o ruído do motor. Por fim, o motorista também silenciou-o. O motorista ordenou que o jovem saísse e também saltou do carro. O jovem obedeceu. O homem apontou-lhe uma das rodas do carro e disse:
_ "Que é aquilo?"
O desconcertado rapaz respondeu:
_ "É uma roda".
O ministro apontou-lhe outra roda, fez a mesma pergunta e obteve a mesma resposta; em frente a terceira, o mesmo se deu. Ao alcançarem a quarta roda, a pergunta foi outra vez feita:
_ "Que é aquilo?"
O jovem respondeu:
_ "É também uma roda".
Ambos entraram outra vez no carro, e por mais alguns minutos, enquanto viajavam pela estrada, nenhum dos dois falou. De repente o jovem virou-se para o motorista e disse:
_ "Entendo o que o senhor queria me dizer. Eu não posso atravessar a vida com sucesso sem a quarta roda. Agradeço-lhe a lição e tudo farei para colocar as quatro rodas em minha vida e tornar-me um homem de sucesso."

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário.
E conheça também...


quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Quando Deus manda, até o diabo obedece!


COEFICIENTE PESSOAL

O Corvo e o Rouxinol enviados à Terra

Uma fábula antiga diz que a rainha das aves, desejando saber o que era o mundo, enviou à Terra dois emissários para dar-lhe relatórios. O primeiro era o corvo. Depois de percorrer este nosso planeta, voltou dizendo que vira só cavernas, erosões, putrefações, cadáveres e carne em decomposição. Na verdade ele só vira isso.
Depois a rainha mandou outro emissário: o rouxinol. Ao voltar, contou entusiasmado que vira um par de rios formosos, de fontes cristalinas, flores, florestas e grandes encantos. Tão emocionado ficara, contemplando essas belezas, que muitas vezes teve de cantar inspirado por elas.
Essa fábula focaliza uma grande lei psicológica: na apreciação das realidades que contemplamos, entra sempre, com poder considerável, o coeficiente pessoal.
– UNITAS

O que realmente faz toda a diferença é o foco do seu olhar. Quando só olha para os problemas é isso que vai influenciar sua vida. Mude o foco! Focalize nas coisas boas e agradáveis. Olha para o que você tem de melhor e seja agradecido. Então, verá como isso tem poder para mudar seu ânimo para melhor, e também vai fazer você cantar.



















Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário.
E conheça também...

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

O frio que vem de dentro

Quatro homens ficaram bloqueados numa caverna por uma avalanche de neve. Teriam que esperar até o amanhecer, para poderem receber socorro.
Cada um deles trazia um pouco de lenha e havia uma pequena fogueira ao redor da qual eles se aqueciam.
Se o fogo apagasse, todos morreriam de frio antes que o dia clareasse. O tempo passava e o fogo diminuía.
Chegou a hora de cada um colocar sua lenha na fogueira. Era a única maneira de sobreviverem.
O primeiro homem era um rico avarento. Ele estava ali porque esperava receber os juros de uma dívida. Olhou ao redor e viu em torno da fogueira, um homem da montanha, que trazia sua pobreza no semblante e nas roupas velhas e remendadas. Ele fez as contas do valor da sua lenha e enquanto mentalmente sonhava com o seu lucro, pensou: “Jamais darei a minha lenha para aquecer um preguiçoso.”
O segundo homem era o pobre da montanha. Ele conhecia mais do que os outros os caminhos, os perigos e os segredos da neve. Ele pensou: “Esta nevasca pode durar vários dias. Vou guardar minha lenha.”
O terceiro homem parecia alheio a tudo. Era um alienado. Olhando fixamente para as brasas. Nem lhe passou pela cabeça oferecer da lenha que carregava. Ele estava preocupado demais com suas próprias visões (ou alucinações?) para pensar em ser útil.
O quarto homem trazia nos vincos da testa e nas palmas calosas das mãos, os sinais de uma vida de trabalho. Seu raciocínio era curto e rápido: “Esta lenha é minha. Custou o meu trabalho. Não darei a ninguém nem mesmo o menor dos meus gravetos.”

Com estes pensamentos, os quatro homens permaneceram imóveis.
A última brasa da fogueira se cobriu de cinzas e finalmente apagou.
Ao alvorecer do dia, quando o resgate conseguiu chegar à caverna, os bombeiros encontraram quatro cadáveres congelados, cada qual segurando um feixe de lenha.
Olhando para aquele triste quadro, o chefe da equipe de socorro disse:

_ O frio que os matou não foi o frio de fora, mas o frio de dentro.

Não deixe que a friagem que vem de dentro mate você. Abra o seu coração e ajude a aquecer aqueles que o rodeiam. Não permita que as brasas da esperança se apaguem, nem que a fogueira do otimismo vire cinzas. Contribua com seu graveto de amor e aumente a chama da vida onde quer que você esteja.
(autor desconhecido)


PÁGINA OFICIAL: Carlos Hilsdorf

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário.
E conheça também...

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

A QUESTÃO SUPREMA


“E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer.”
Atos 9:6

A História se acha repleta de ilustrações que mostram quão cruciante é a decisão que estabelece o rumo a tomar quanto à nossa carreira.
Em 1877 dois jovens, companheiros de quarto no Colégio Bowdoin, no Maine, estavam falando entre si quanto ao seu futuro. Ambos haviam trabalhado para abrir seu caminho durante quatro anos fadigosos.
– Carlos, – perguntou Roberto – o que você vai fazer ao sair de Bowdoin?
– Vou ganhar dinheiro. Estou cansado de ser pobre. Vou enriquecer e não me importa como. E você que vai fazer, Roberto?
– Vou para lugares onde o homem nunca esteve, respondeu Roberto. – Vou ser explorador.
Trinta e dois anos depois, no Verão de 1909, Roberto passou um telegrama de Espisbergue, Noruega, ao presidente dos Estados Unidos: "Firmei a bandeira americana no pólo norte. – Roberto E. Peary."

Mas Carlos (Carlos W. Morse) se achava na penitenciária federal de Atlanta, Geórgia, cumprindo sentença por defraudar as viúvas e outras pessoas da Nova Inglaterra de suas poucas economias.
"Senhor, que queres que eu faça?" é uma pergunta que deve ser feita não somente antes da escolha de nossa carreira, mas ao início de cada novo dia.

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário.
E conheça também...

sábado, 7 de dezembro de 2013

AS COLUNAS DA IGREJA

Na catedral de S. Marcos, em Veneza – maravilhosa construção que ostenta um esplendor oriental além de qualquer descrição –, há as colunas que se diz serem trazidas do templo de Salomão. São de alabastro – substância sólida e durável como granito, porém tão transparente que a própria luz se filtra através delas.













Eis um símbolo exato de como deveriam ser as verdadeiras colunas da Igreja! Sólidas na sua fé, mas transparentes no caráter; pessoas moldáveis, alheias aos caminhos tortuosos e, sobretudo, de vontade firme que não se deixa desencaminhar nem se dobra às imposições do mal. Conhecemos poucos cristãos de alabastro. Possa o Grande Construtor colocar mais deles no Seu templo!
– Spurgeon.

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário.
E conheça também...