Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Sabedoria para não misturar as coisas

“E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, nós sabemos que falas e ensinas bem e retamente, e que não consideras a aparência da pessoa, mas ensinas com verdade o caminho de Deus. É-nos lícito dar tributo a César ou não?
E, entendendo ele a sua astúcia, disse-lhes: Por que me tentais? Mostrai-me uma moeda. De quem tem a imagem e a inscrição? E, respondendo eles, disseram: De César. Disse-lhes então: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E não puderam apanhá-lo em palavra alguma diante do povo; e, maravilhados da sua resposta, calaram-se."  Lucas 20.21-26 

Ao tempo de Jesus, algumas pessoas justificavam que, sendo pessoas dedicadas a Deus, não deviam pagar os impostos ao imperador, que se apresentava como Deus. De certo modo, era um gesto coerente sonegar impostos.
Quando tentaram apoio de Jesus para esta prática, ele a descartou. A atitude condenada se assemelha àquela da pessoa que se recusa a pagar o imposto de renda porque há corrupção no governo. Quem age assim está misturando as coisas. É justa a indignação contra o desvio do dinheiro público, feita por agentes públicos ou privados, como é justo recusar o comportamento de quem desvia dinheiro ou objetos que não lhe pertencem na empresa onde trabalha, sob a justificativa de que ganha pouco.
Misturar as coisas é prática que alcança outras áreas de nossas vidas.
Ficamos, assim, mais cansados, quando desenvolvemos uma atividade pensando em outra. Rendemos menos quando, no trabalho, pensamos em casa, ou vice-versa.
Misturamos as coisas quando, aborrecidos com uma coisa, tomamos decisão que repercutem em outras coisas. Alguém nos magoou, por exemplo, e nós magoamos o próximo que nos aparece, mesmo que não tenha nada a ver com isso.
Precisamos de sabedoria para não misturar as coisas. E se pedirmos sabedoria a Deus, pela oração, ele no-la dará.

“Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida.Tiago 1.5

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
Conheça também...

Nenhum comentário:

Postar um comentário