Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

sábado, 24 de novembro de 2012

MANTENDO ABERTAS AS LINHAS DE COMUNICAÇÃO


Comunicação é a palavra que melhor descreve o momento em que duas pessoas se tocam e se compreendem verdadeiramente. Apesar do enorme volume de sinais, verbais e não-verbais, que enviamos e recebemos, dentro de cada relacionamento significativo, apenas uma pequena porcentagem deles chega a ser reconhecida.
A razão da comunicação defeituosa é que nós codificamos nossas mensagens e filtramos as mensagens dos outros através das nossas necessidades, preocupações e preconceitos do momento. Supomos que estamos sendo compreendidos e que compreendemos.
Há dois aspectos neste processo: falar com franqueza e ouvir. Franqueza não é fácil; ouvir ainda é mais difícil!
Toda mensagem que vem em sua direção deve passar pelo seu filtro, que pode estar entupido com outras preocupações, pressões ou esgotamento. Portanto, decida entender realmente o que está acontecendo com as pessoas ao seu redor, e resolva sintonizar-se às mensagens. Ouvir distraidamente não resolve.
Há pelo menos quatro padrões comuns de comunicação que acontecem quando a pessoa está reagindo sob tensão ou conflito, os quais são:
1º) Apaziguamento = sempre tentando agradar, nunca discordando, fazendo todo o possível para evitar que o outro fique zangado ou a rejeite.
2º) Acusação = a outra pessoa é sempre a culpada. O acusador age de maneira superior para que os outros pensem que ele é forte.
3º) Computação = age sempre com a cabeça. Age meticulosa e racionalmente; não demonstra nunca emoção e tenta impressionar os outros com a sua inteligência.
4º) Distração = afasta-se numa direção que não tem nada a ver com o caso; jamais enfrenta o problema ameaçador.
Qualquer um destes quatro padrões pode acontecer quando a pessoa sente a ameaça da rejeição ou tenta encobrir o que considera uma fraqueza.
Uma pessoa precisa de auto aceitação genuína, antes de realmente ter segurança para se abrir com os outros. Em Cristo, Deus nos aceita e nos liberta para aceitarmos a nós mesmos e aos outros.
A fim de melhorar sua comunicação, observe algumas dicas:
ü  Pratique enviar mensagens claras e simples que representem sua posição naquele momento.
ü  Quando não entender o que o outro está realmente dizendo, pergunte. Peça à pessoa, com espírito de aceitação, que lhe explique o que quis dizer.
ü  Examine os sinais que a pessoa envia (gestos, expressões faciais e tom de voz).
Na próxima postagem falaremos sobre os erros comuns que geralmente impedem o processo de comunicação. Não perca!
Tenha uma semana abençoada e rica em suas comunicações.

Por favor, antes de sair, deixe o seu comentário. Muito obrigada.