Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

sábado, 27 de setembro de 2014

POR QUE A IGREJA CANTA? – Parte 1




No culto de domingo da minha igreja, o pregador e todos aqueles que têm papel de liderança no culto sentam no palco de frente para a congregação.
No passado fui tentado a imaginar se eles estão, de fato, adorando, ou apenas prestando atenção em outras coisas. Aquele que está realmente adorando não fecha seus olhos, levanta as mãos e faz uma expressão de arrebatamento?
Pelo menos foi isso que eu imaginei até que eu mesmo estivesse sentado no palco de frente para a congregação. Quando a música começa, estou contemplando o povo de Deus louvar a Deus. E isso é inacreditável!
O que eu contemplo...
Alguns olhos estão fechados, outros abertos. Algumas mãos estão levantadas, outras não. Mas a postura de seus corpos não é o importante.
Nós estamos cantando a letra do século 16 de “Castelo Forte”, e eu noto uma mulher que foi abusada agora cantando com todas as forças: “espada e bom escudo”.
Estamos cantando a letra do século 18 de “Ebenézer”, e sou animado pelo santo idoso que tem perseverado na fé por décadas, ainda cantando: “Eis minha alma vacilante: toma-a, prende-a com amor; Para que ela, a todo instante, glorifique a ti, Senhor”.
Estamos cantando a letra do século 19 de “Sou Feliz”, e ao olhar, vejo o irmão de meia idade lutando contra seu desencorajamento por conta de sua constante luta contra a ira pecaminosa, levantando sua voz agora para gritar: “Meu triste pecado por meu Salvador foi pago de um modo cabal; Valeu-me o Senhor, ó, mercê sem igual! Sou feliz! Graças dou a Jesus!”
Estamos cantando a letra do século 20 de “Em Cristo Só”, e eu vejo a talentosa jovem mãe que é tentada a se arrepender daquilo de que desistiu para ter filhos, agora exulta em sua nova ambição: “Em Cristo só confiarei; é minha força, luz, canção”.
Quando sento, olho e contemplo, meus próprios louvores a Deus são fortalecidos pelas histórias e canções dos outros. Minha fé é revigorada e aumentada pela obra de Deus neles.


Pense nisso!

Continua na próxima postagem.
Fique ligado(a)!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br



sexta-feira, 26 de setembro de 2014

ORAÇÃO MODELO





“E disse: Ah! Senhor Deus dos céus, Deus grande e terrível! Que guarda a aliança e a benignidade para com aqueles que o amam e guardam os seus mandamentos;...” Neemias 1.5-6

A oração de Neemias é um modelo. Nela estão todos os elementos que devem estar presentes na oração que Deus responde.
A oração de Neemias era mais que um conjunto de palavras. Antes, representava uma atitude de vida.
Neemias apresentou a sua vida diante de Deus, assentando-se em meditação, chorando, lamentando, jejuando e orando.
Neemias reconheceu a sua condição e a condição do seu povo, confessando os seus pecados e pedindo perdão por eles. Ao orar pelo seu povo, Neemias pediu perdão pelos erros da sua gente, erros que a tinham levado ao exílio.
Mas, ele não olhou apenas para o seu povo. Ele olhou para si mesmo. Toda vez que contemplamos a Deus, nós vemos os nossos próprios pecados e nos habilitamos para entrar na Sua presença.
Além do arrependimento, Neemias mostrou outra disposição essencial: o desejo de mudar. Só ora verdadeiramente aquele que está disposto a mudar. Afinal, o arrependimento inclui a disposição para a mudança. Muita gente não ora porque não quer mudar.
Neemias orou por si mesmo, para o bem do povo, e orou pelo rei Artaxerxes I , que era o único que podia fazer algo pelos judeus.
Quando compareceu perante ele, já tinha comparecido perante Deus. Foi sua oração que fez o coração do rei se inclinar para fazer o bem e ajudá-lo.
O início de sua bem-sucedida empreitada de reconstrução de Jerusalém começou com oração, e seguiu assim. O primeiro desafio foi obter permissão do Seu Chefe para aquela árdua missão. Orou e recebeu.
Como você tem se apresentado diante de Deus?
Como tem sido sua oração?
Sua oração pode mudar primeiro você e, depois, o quadro da sua família, da sua gente, da sua cidade, etc.


Pense nisso!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br



quinta-feira, 25 de setembro de 2014

PORTAS PARA ENTRAR, PORTAS PARA NÃO ENTRAR




A Bíblia ilustra bem o quanto gostamos de portas. Nela há 693 referências a porta ou portão.
Jesus mesmo se apresenta como sendo "A PORTA".
Nos tempos bíblicos, quando os pastores recolhiam suas ovelhas à noite, entravam por uma abertura de pedra e faziam entrar as ovelhas. Por isso, a porta de um rebanho de ovelhas era o próprio pastor.
Jesus se compara a esta porta.
Jesus é a porta pela qual podemos entrar no mundo da verdadeira felicidade. Isso é o que todos buscamos e a Bíblia chama isto de "transbordância" de vida.

“O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.(João 10.10)

No entanto, todos nós sabemos que há outras portas. Ou: há outros pastores.
Portanto, a vida é feita de escolhas.
Você pode escolher a porta da alegria.
Ou pode escolher a porta da tristeza e da depressão.
Você pode escolher a porta da vida.
Ou pode escolher a porta da morte.
Você pode escolher a Porta que leva ao céu. Ela é apertada e difícil, por isso poucos entram por ela.
Ou pode escolher a porta que leva ao inferno, que é muito larga e cheia de facilidades. Por isso muitos entram por ela facilmente.
Jesus disse:

"Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram". Mateus 7.13-14

Há muitas portas abertas, e a boa escolha nem sempre é a escolha da multidão.
José, por exemplo, quando estava na casa do Faraó, teve a porta aberta do quarto da esposa do governador, que o convidou para se deitar com ele. A porta estava aberta, mas ele não entrou por ela. Ele percebeu que aquela era uma oportunidade a ser evitada e a evitou (Gênesis 39).
A boa notícia é que a Boa Porta também está sempre aberta. Os braços de Jesus ainda estão abertos desde a cruz.
Você pode ter entrado por portas ruins no passado e isso tem feito você sofrer.
Mas hoje A PORTA - Jesus lhe convida a passar por Ele e sair da escuridão, da tristeza, da solidão, do pecado e do afastamento do Pai.
Jesus é a Porta que nos leva a um relacionamento íntimo com Deus.
Escolha a Porta da vida.


Pense nisso!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br



quarta-feira, 24 de setembro de 2014

ANTES DE SAIR PARA A BATALHA



“E disse eu aos nobres, aos magistrados e ao restante do povo: Grande e extensa é a obra, e nós estamos apartados do muro, longe uns dos outros. No lugar onde ouvirdes o som da buzina, ali vos ajuntareis conosco; o nosso Deus pelejará por nós.” Neemias 4.19,20

Todos nós temos lutas para travar.
Podem ser nossas próprias lutas ou lutas de outros nas quais nos envolvemos.
Podem ser lutas profissionais, intelectuais, lutas morais, emocionais ou espirituais.
Não importa o tipo ou a intensidade, todos nós passamos por lutas diuturnamente.
Quando descobrimos que temos uma luta por travar, queremos logo ir para frente de batalha.
Sabemos que Deus estará ao nosso lado e queremos ir para o campo e voltar logo celebrando a vitória.
Neemias sabia disto. Ele tinha muitas lutas a vencer e queria vencê-las logo, mas ele sabia que não poderia vencê-las sozinho.
Existem lutas internas que você precisa vencer sozinho. É vencer a si mesmo, é vencer sua inclinação carnal, é vencer seus dilemas e questionamentos interiores.
Mas existem lutas externas que, em geral, só podem ser vencidas através da unidade. Você precisa de outros para vencê-las. Você precisa reunir forças antes de entrar na batalha, se quiser mesmo vencê-la.
Neemias também sabia que precisava esperar o alarme da trombeta soar para, então, lutar.
Eclesiastes 3.1 diz quetudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”.
Perdemos muitas batalhas só porque não sabemos esperar a hora certa de lutar.
Enquanto esperamos o alarme soar, vamos examinando nossas próprias forças e reforçando esta ou aquela área carente.
Enquanto esperamos a hora certa, vamos nos exercitando, manejando nossa espada, fortalecendo nossos músculos espirituais com oração e jejum.
Enquanto esperamos a ordem divina ser dada, estudamos mais os adversários e vamos percebendo seus pontos vulneráveis.
Enquanto esperamos a corneta tocar, vamos nos enchendo da certeza que Deus lutará conosco.
Enquanto esperamos o comando do nosso General, vamos aprendendo a ouvir e obedecer. Talvez seja somente isso que Deus esteja nos ensinando através da luta, porque, muitas vezes, depois que o aprendemos nos damos conta de que a batalha já está ganha e nós nem precisamos por a mão na espada.

Pense nisso!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br

terça-feira, 23 de setembro de 2014

UM DIFÍCIL PROGRAMA DE VIDA


Eis o meu desejo:
quero ser ouvido
quando precisar falar;
quero ser reconhecido
assim que chegar;
quero ser atendido
quando precisar.

Então, eis o que preciso ser:
meus lábios bendirão,
mesmo que fácil seja a maldição;
meus ombros sustentarão
os que chorando estão;
meus ouvidos escutarão
os que carecem de atenção.

Quero viver o ensino máximo,
Aquele que pede:
"Como vocês querem que os outros lhes façam, Façam também vocês a eles".
(Jesus Cristo - Lucas 6.31)

Israel Belo de Azevedo

Pense nisso!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br



segunda-feira, 22 de setembro de 2014

A DERROTA DOS ORGULHOSOS



“E no seu pranto levantarão uma lamentação sobre ti, e te lamentarão sobre ti, dizendo: Quem foi como Tiro, como a que foi destruída no meio do mar?
Quando as tuas mercadorias saiam pelos mares, fartaste a muitos povos; com a multidão das tuas riquezas e do teu negócio, enriqueceste os reis da terra.
No tempo em que foste quebrantada pelos mares, nas profundezas das águas, caíram, no meio de ti, os teus negócios e toda a tua companhia.
Ezequiel 27.32-34

Um dos provérbios bíblicos diz que “o orgulho precede a destruição” (Provérbios 16.18).
Certamente, o rei de Tiro não conhecia esta verdade. Embora não a conhecendo, sentiu-a na pele.
Todos os que, não importa o tempo e o lugar, orgulham-se do que são, encantam-se com o que têm e ficam fascinados com o que sabem, conhecerão a humilhação.
Conhecemos pessoas com este perfil e talvez não vejamos sua queda. Pode ser que a glória deles dure mais que nossas vidas.
Contudo, o triunfo deles não é definitivo.
Muitos que viram a glória de Tiro só conheceram a sua glória, não o seu fim, mas o seu fim veio.
A grande potência comercial acabou pobre.
Se conquistamos, devemos agradecer a Deus.
Se ficamos famosos, devemos saber que a fama passa e devemos transferir as glórias para Deus.
Se avançamos na carreira, devemos usá-la para enriquecer pessoas fazer crescer o Reino de Deus.

Pense nisso!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br



domingo, 21 de setembro de 2014

COMPARTILHANDO A VIDA!!!


A única maneira de servir ao Senhor é com alegria. Sem alegria não há força! O que me alegra é manifestar sobre a terra a revelação que recebi em secreto.
Ficar impedida de criar ou profetizar é sim, a maior dor ministerial da minha alma.
Estar junto de pessoas que tenham a mesma visão e diferentes talentos é o grande sonho de qualquer pregador.
Ter a pluralidade de entender diferentes chamados e afluí-los é Missão!
Olhar o ministério do outro que é diferente do seu e admirar é unidade!
Não competir ou ter como inimigo aquele que por alguma razão parece ser maior ou melhor que você é salvação!
Gente salva não compete!
Gente salva divide os tesouros!
Gente salva ensina o caminho!
Gente salva é antes de profissional, um igual. Não tenho tempo para competir!
Não tenho coragem de não abrir a real!
Não tenho coragem de não fazer o bem quando a "senha" que o outro precisa está em um contato telefônico na minha agenda do celular.
Os que me odeiam podiam seguir em frente. São incompatíveis comigo, só isso. Esses sempre existirão.
Mas os que amam... Ahhh!!! Os que amam deviam sonhar, criar e andar comigo aonde eu for, que tenham um grito forte por amor e compaixão!
Temos tanto pra fazer!
Temos tanto o que bater nas portas da Eternidade até que o avivamento venha!
Uma geração aguarda ardentemente pela manifestação dos filhos de Deus!
Vamos buscar até que a revelação venhada Eternidade e tudo que for meu será seu, tudo que eu descobrir, eu vou te contar.
Pro lugar onde eu estou indo todos que são nascidos de Cristo podem entrar!
Mas e quanto aos mentirosos, idólatras, os que enganam, os ladrões, os invejosos, cheios de rixas que nãoooo se arrependeram?
Ah! Esses têm lugar reservado bem longe dos que amam.
Então, vamos sonhar, vamos limpar os pés cansados e seguir o caminho, afinal, quem nunca sujou os pés no caminho?
Deixe Cristo Lavar "seus pés de Pedro" porque a jornada é longa e Ele nunca disse que seria fácil.
Mas Ele promete estar conosco em todo tempo. E diz: Não temas!
Fernanda Brum
Brasília 16/09/2014

Pense nisso!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br