Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

quarta-feira, 29 de abril de 2015

O MEDO



O medo gera saúde quando nos inspira a cuidar de nosso corpo porque preocupados com as consequências dos venenos da alimentação errada e da falta de exercício.
O medo nos faz bem quando nos ajuda a evitar de cair nas redes sufocantes do vício.
O medo é prudência quando nos faz fugir de um inimigo mais poderoso que nós.
O medo nos leva para longe do abismo.
Viva o medo!
O medo nos leva para longe de coisas novas e boas e nos faz fazer as mesmas coisas todos os dias, até aquelas que não devemos fazer.
O medo nos encapsula num esconderijo por causa de um inimigo que não existe mais.
O medo nos impede de dar o primeiro passo para a liberdade, quebrando as algemas do vício.
O medo nos proíbe de tomar decisões e agir de modo a ter uma vida saudável.
Morra o medo!
O medo é um território fértil para o crescimento do passado e para o minguamento do nosso futuro.
O medo é empecilho para aceitarmos o convite para uma vida cheia de alegria, a alegria completa, que não depende de como as coisas vão ou daquilo que enfiamos no nosso corpo, mas de como estamos, porque podemos estar seguros de que o amor de Deus nos chama para fora da caverna do medo.
Viva a coragem!


Israel Belo de Azevedo


Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça também...
www.bonnevievie.blogspot.com.br
E a minha página de poesias "Bem Dito"

segunda-feira, 27 de abril de 2015

JEJUM DIÁRIO QUE AGRADA A DEUS


1 - O jejum da calúnia
2 - O jejum da injustiça
3 - O Jejum da futilidade
4 - O jejum da contenda
5 - O jejum do ódio
6 - O jejum da violência
7 - O jejum da mediocridade
8 - O Jejum da mentira
9 - O Jejum da traição
10 - O jejum da iniquidade

“Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, do que a gordura de carneiros.” I Samuel 15.22

Muitos cristãos fazem jejuns sem valor diante de Deus, justamente porque se esquecem de viver o evangelho na íntegra. Não era diferente no Antigo Testamento. O povo fazia jejum mecanicamente, sem atentar para suas práticas maldosas e pecados. Então Deus lhes deu uma repreensão acompanhada do modelo correto de jejum que agrada a Ele.

“Acaso não é este o jejum que escolhi? que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo? e que deixes ir livres os oprimidos, e despedaces todo jugo? Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres desamparados? que vendo o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne? Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará. e a tua justiça irá adiante de ti; e a glória do Senhor será a tua retaguarda. Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo, e o falar iniquamente; e se abrires a tua alma ao faminto, e fartares o aflito; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio dia.” Isaías 58.6-10


O que fazer, então?! Parar de jejuar?! Não!!! O que Deus quer que você faça é observar tanto um quanto o outro - jejuar, sim,  mas sem esquecer de praticar a Palavra da Verdade.

Pense nisso!

Conheça também meus outros blogs:
PROSPERA-TE;
BONNE VIE
E a minha página de poesias “Bem Dito”
É só clicar:

Você será grandemente edificado(a)!