Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

sábado, 21 de março de 2015

A SURPRESA DA GENEROSIDADE



Generosidade se aprende, embora seja coisa do coração. 
Nosso coração pode melhorar e mesmo (milagre!) ser transformado.
Aprendemos a ser generosos em casa. Se não aprendemos, podemos aprender.
Tendo aprendido a ser generosos em casa, por vezes desaprendemos por causa da falta de retorno (desculpe: eu quis dizer falta de gratidão).
Uma senhora esqueceu sua carteira, recheada de dinheiro, perto de um caixa eletrônico de um shopping. Uma jovem chega e descobre a perda. Guarda-a, por instantes, na esperança de que o dono aparecesse.
Não deu outra. Pouco depois, chegou, esbaforida, exangue, esbravejante, a dona da carteira.
Pegou-a, conferiu se não faltava nada e nada disse à sua benfeitora. Na verdade, nem sequer olhou para a sua salvadora.
Se a jovem for apenas honesta e não for generosa, talvez pense duas vezes em esperar pelo dono de uma carteira "perdida".
Aquela menina é o retrato de muitas pessoas. Ainda bem.
Aquela senhora é também o retrato de muitas pessoas. Infelizmente. 
Em sua ingratidão, a senhora mostrou desconhecer completamente o sentido da generosidade. Sim, o sentido está perdido para muitas pessoas. No máximo, para alguns, existe a generosidade na dimensão da troca, do tipo "serei generoso com quem for comigo".
Generosidade é outra coisa.
É mesmo coisa do coração. 
Generoso é quem olha para o outro. Não tem a ver com dinheiro.
Generoso é quem faz o rosto do outro brilhar no encontro.
Generoso é quem faz o outro achar que a vida vale a pena.
Generoso é quem usa o que tem (dinheiro, tempo, palavra, sorriso, abraço) para tornar a vida do outro mais bonita. E quando faz isto é o seu rosto que brilha, embora não o veja. 
Recentemente eu me envolvi com um projeto. Algumas pessoas doaram talento e dinheiro para viabilizá-lo. Depois, ele foi oferecido a centenas de pessoas. Quanto mais pessoas contribuíssem (com dinheiro ou com tempo), mais pessoas receberiam o presente preparado.
Foi bonito ver os que entenderam e participaram. Foi surpreendente.
Foi triste ver os que nem sequer ouviram a proposta e também os que não demonstraram o mínimo interesse. Foi surpreendente.
Também pensei comigo mesmo: se o projeto fosse de outro, eu me envolveria?
Quando pensamos sobre as atitudes dos outros, positivas ou negativas em nossa avaliação, devemos refletir sobre as nossas.
Quando nós nos reprovamos, geralmente damos como desculpas a falta de tempo ou a falta de dinheiro. Temos de ter coragem de afirmar que desculpas são o que são: desculpas.
Um abraço não custa dinheiro, nem tempo. Custa apenas se achar igual ao outro.
Um sorriso não custa tempo, nem dinheiro. Custa apenas olhar para o outro com olhos de Deus.
Ouvir o outro custa um pouco de tempo, que não fará falta.
Ir a um hospital custa tempo, que será multiplicado como se fosse um milagre.
Receber uma pessoa em casa pode custar tempo e dinheiro, transformados em momentos inesquecíveis em torno da mesa.
Se estas coisas nos são difíceis, é porque não aprendemos.
Se não aprendemos, é imoral culpar o passado, porque somos autores do nosso presente.

Israel Belo de Azevedo

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça também...
www.bonnevievie.blogspot.com.br
E a minha página de poesias "Bem Dito"

sexta-feira, 20 de março de 2015

O PAI SE ALEGRA COM A SUA ALEGRIA


 

Hoje meu esposo Jeferson comprou umas frutas e, dentre elas, um cacho de uvas enormes (vide foto acima). Ficamos tão impressionados com o tamanho e a beleza daquela fruta que eu lhe pedi para fotografá-la. Porém algo mais chamou a minha atenção: a alegria dele, como pai, ao satisfazer o prazer de nossa filha Melyssa, apaixonada por uvas desde pequena. Por conhecê-lo, eu sei como funciona: ele entra no Horti Frut ou sacolão e, quando se depara com um belo cacho de uvas, logo pensa: “A Melyssa vai ficar tão feliz se eu comprá-las para ela!” E não importa o preço (nem sempre baixo), ele compra as uvas com satisfação e já chega em casa dizendo: “Melyssa, venha ver o que eu trouxe pra você!” Há um brilho nos olhos e um sorrisão nos dois. Seu prazer é justamente ver a alegria, o sorriso e os pulinhos de gratidão de nossa filha, que sempre diz: “Brigada, paaai!”... Glória a Deus, isso sempre acontece na minha família, comigo e com os filhos, a nora e a netinha recém-chegada. Por isso eu o chamo de superprovedor...rs... E ele fica todo orgulhoso...rsrs

Mas hoje, uma  inspiração veio ao meu coração e eu tive que compartilhar com você. É que o mesmo acontece com Deus, nosso Pai e Provedor. Eu me lembrei do prazer que Ele sente ao ver a nossa alegria. Deus, com certeza, é muito mais provedor que o melhor dos maridos e pais, e Ele tem infinitamente mais recursos. Eu também sei como funciona, pois tenho experimentado e, mais uma vez hoje, percebi este grande segredo espiritual. Quando você tem Deus como Pai, muitas vezes, você nem precisa pedir. Ele traz o que você gosta ou precisa esperando ansioso pela sua reação de alegria, gratidão e prazer. O Pai Celeste se alegra com a sua alegria. Ele tem prazer quando você tem prazer. Ele fica feliz quando você é grato. É isso que a Bíblia diz em Lucas 10.11-13:

“E qual o pai dentre vocês que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? Ou, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Se vocês sendo maus sabem dar boas dádivas aos seus filhos, quanto mais lhes dará seu Pai Celestial...?”


Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça também...
www.bonnevievie.blogspot.com.br
E a minha página de poesias "Bem Dito"



domingo, 15 de março de 2015

QUASE



Pra quem é "quase" crente;
Pra quem é turista de igreja;
Pra quem prefere ver o fantástico em vez de ir cultuar;
Pra quem ainda não se acertou;
Pra quem ainda não notou que Jesus está voltando;...
ACORDA!
Não existe mais ou menos.

Mt. 5.13 – “Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens.”

Mt. 6.24 – “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.”
Ap. 3.15 – “Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; oxalá foras frio ou quente!”

NÃO SEJA QUASE!
Apocalipse 3.16 - "Assim porque você é morno, não é frio nem quente estou a ponto de vomitá-lo da minha boca."

Mais uma vez o mundo mudou de século,
Pra variar QUASE nada mudou
Porque o QUASE não muda nada
Porque quase não é nada, meu amor
O QUASE ainda não aconteceu
Não funciona, não faz diferença
Tá quase lá, tá quase, falta pouco
Termina logo ou vão passar o rodo
QUASE pode ser a derrota
A impotência, a estrada torta
Pode não acontecer nada
Como nadar e morrer na praia
QUASE chega sempre atrasado
Ele não vence, não é exato
É patético, é lamentável
É A DESCULPA DOS FRACASSADOS
QUASE não satisfaz
Não satisfaz ninguém
QUASE não satisfaz ninguém
QUASE não é
Ainda não existe
É incompleto é inacabado
Não terminou, por isso é quase
Faça sua escolha antes que o tempo acabe
Não existe quase homem, quase mulher
Quase santo, quase livre, quase sal
Não existe quase virgem, quase fiel
Você é quase humano ou um animal?
Não existe quase sorte
Não existe quase gol
Não existe quase morte
Não existe quase rock'n roll
Só o medíocre gosta do quase
Porque o medíocre é quase alguém.

(Fruto Sagrado – Quase)

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça também...
www.bonnevievie.blogspot.com.br
E a minha página de poesias "Bem Dito"