Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

segunda-feira, 4 de março de 2013

Bastidores


Houve um culto em memória de uma talentosa musicista cristã cuja vida havia tocado muitas pessoas. A homenagem incluiu clipes de áudio e vídeo, fotos e pessoas que falaram a seu respeito. Após todos terem saído da igreja, uma irmã parou para agradecer aos técnicos, cujo trabalho impecável nos painéis de controles tinha contribuído para aquele tributo emocionante. Ela lhes disse: “Ninguém percebeu o que fizeram”. Ao que eles responderam: “Assim é que gostamos”.
Em Mateus 6, Jesus ensina Seus discípulos a ofertar (versos 1-4), a orar (versos 5 e 6) e a jejuar (versos 16-18) com intenção de agradar a Deus, e não para receber o reconhecimento das pessoas. “Quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto” (v. 6). Seja dar, orar ou jejuar, Jesus disse: “...teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (vv. 4,6,18).
Algo em nós faz-nos desejar sermos vistos e reconhecidos por nossas boas obras. Apesar de não haver nada de errado com o encorajamento e a apreciação, o desejo de ser louvado pode minar nosso serviço porque desvia o foco dos outros para nós mesmos. Quando não há um agradecimento público, podemos nos sentir menosprezados. No entanto, mesmo quando servimos a Deus em segredo, Ele tudo vê, e nos recompensa ainda mais quando não recebemos a recompensa dos homens.

Pense nisso...

Uma excelente semana a todos.