Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

FAZENDO UM CHECK-UP DA ALMA


“Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham.
Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o Senhor a estes. 
Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres. Traze-nos outra vez, ó Senhor, do cativeiro, como as correntes das águas no sul. Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.”

O Salmo 126 faz um verdadeiro diagnóstico da vida, um check-up da alma, uma avaliação profunda da caminhada. 
O salmista lhe dá um bom exemplo que você deve seguir. Observe:

1) Olhar para o passado com gratidão pelo livramento recebido (v. 1-3)
“Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o Senhor a estes. Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres.
2) Olhar para o presente com profundo clamor em virtude do desejo urgente pela intervenção divina (v. 4)
“Traze-nos outra vez, ó Senhor, do cativeiro, como as correntes das águas no sul.

3) Olhar para o futuro com expectativa de abundantes colheitas (v. 5,6)
“Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.”

Três passos muito simples:
1º) Olhe para o passado com gratidão;
2º) Olhe para o presente com oração;
3º) Olhe para o futuro com expectativa de fé.

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário.
Conheça também...


terça-feira, 19 de novembro de 2013

As aparências enganam

Num orfanato havia uma pobre órfã, de oito anos de idade. Criança lamentavelmente sem encantos, de maneiras desagradáveis, evitada pelas outras, e francamente malquista pelos professores. A pobrezinha vivia no maior isolamento. Ninguém para brincar, ninguém para conversar... Sem carinho, sem afeto, sem esperança... Sua única companheira era a solidão. 

O diretor do orfanato aguardava ansioso uma desculpa legítima para livrar-se dela, o que, um dia apresentou-se. A companheira de quarto da menina informou que ela estava mantendo correspondência com alguém de fora do orfanato, o que era terminantemente proibido. 
_ Agora mesmo ela escondeu um papel numa árvore _ disse a informante.
O diretor e seu assistente mal puderam esconder a satisfação que a denúncia lhes causara. 
_ Vamos tirar isso a limpo agora mesmo! _ disse o superior.
 
E, com o assistente, pediu para que a testemunha os acompanhasse a fim de lhes mostrar a prova do crime.
 Dirigiram-se os três em direção à árvore na qual estava a mensagem. De fato, lá estava um papel delicadamente colocado entre os ramos. O diretor o desdobrou ansioso, esperando encontrar ali a prova de que necessitava para livrar-se daquela criança tão desagradável. Todavia, para seu desapontamento e remorso, no pedaço de papel pôde ler a seguinte mensagem: 
"A qualquer pessoa que encontrar este papel: eu gosto de você."
 
Os três investigadores ficaram tão decepcionados quanto surpresos com o que leram.
 Decepcionados porque perderam a oportunidade de livrar-se da menina indesejável, e surpresos porque perceberam que ela era menos má do que eles próprios. 
......................................
 
Quantos de nós costumamos julgar as pessoas pelas aparências, embora saibamos que estas são enganadoras.
 E o pior é que, se as aparências não nos agradam, marcamos a pessoa e nos prevenimos contra ela e suas atitudes. 
Uma antiga e sábia oração dos índios Siuox, roga a Deus o auxílio para nunca julgar o próximo antes de ter andado sete dias com as suas sandálias.
 Isto quer dizer que, antes de criticar, julgar e condenar uma pessoa, devemos nos colocar no seu lugar e entender os seus sentimentos mais profundos. Aqueles que talvez ela queira esconder de si mesma, para proteger-se dos sofrimentos que a sua lembrança lhe causaria.

Fonte: revista Seleções do Reader's Digest, maio/1945


A Bíblia diz:
“Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.
João 7:24

Pense nisso!





www.prospera-te.blogspot.com.br

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Óleo de alegria

 “...o teu Deus, te ungiu com o óleo de alegria...” Salmo 45.7



Um dos grandes males do nosso tempo é a tristeza. A moléstia da alma variam desde angústia, depressão, medo, insônia, opressão até  desejo suicida, e milhares buscam desesperadamente a solução. O problema é que a procuram por fora, e a “doença” está por dentro. Entenda: Você pode cortar o cabelo ou comprar uma roupa nova, mas isto só muda você por fora. A mudança interior só o Senhor pode realizar.
É importante o tratamento médico, mas muitos buscam solução para a tristeza em medicação de “tarja preta”, sendo que seu mal está na alma, no espírito. Estão recebendo o tratamento errado. É como tomar remédio para dor de barriga quando está com dor da cabeça. É preciso buscar o remédio certo. E o melhor remédio para a tristeza da alma é o “óleo de alegria” e essa medicação só o médico dos médicos Jesus pode dar.
Para começar este tratamento você deve entender algumas coisas:
1)           Não adianta cuidar do exterior quando o problema é no interior. O tratamento é de dentro para fora. Diz o salmista:
“O coração alegre aformoseia o rosto, mas com a tristeza do coração o espírito se abate.” Provérbios 15.13
Você pode disfarçar as rugas, mas não pode esconder a tristeza. Há uma beleza que começa dentro do coração e reflete no exterior da pessoa.

2)         O tratamento contra a “tristeza da alma” é a confissão. Você não precisa ter vergonha de Deus. É importante contar a Ele o que sente. O salmista confessava a Deus sua tristeza:
“Sinto abatida dentro de mim a minha alma...” Salmo 42.6
“Porque estou aflito e necessitado e, dentro de mim, sinto ferido o coração.” Salmo 109.22

3)         Você precisa se apossar das verdades espirituais que o Senhor tem para você. As Suas promessas trazem esperança e alegria.
“O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para... pôr sobre os tristes de Sião uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado...” Isaías 61.1,3
Quando o Espírito Santo está sobre você, Ele troca as cinzas da sua vida por uma coroa de alegria; tira o choro e põe óleo de alegria; destrói o espírito angustiado e lhe dá vestes de louvor. A alegria do Espírito não se iguala à que o mundo oferece. Não é dar gargalhadas, encher a cara ou participar de festas.  Significa estar pleno, cheio da presença de Deus, cheio de paz, cheio do gozo, que é fruto do Espírito (Gl. 5.22). A alegria do Espírito independe das circunstâncias, transpõe as adversidades e necessidades momentâneas. O profeta Habacuque a conhecia bem. Ele disse:
“Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no SENHOR...” Habacuque 3.17-18
Paulo disse para vivermos nesta alegria, e observe que ele estava vivendo momentos difíceis quando escreveu isso. Ele nunca deixou o “óleo de alegria” faltar em sua vida. Em sua carta ele diz:
“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.” Filipenses 4.4
Você só pode desfrutar desta alegria espiritual em Deus. Ela aniquila qualquer tristeza infernal que tente lhe afligir.

4)         Você pode obter a alegria do Espírito Santo através de várias fontes:

a)     A leitura da Bíblia é uma grande fonte de alegria espiritual:
“Estas cousas, pois, vos escrevemos para que a nossa alegria seja completa”
1 João 1.4
As promessas de Deus estão na Palavra para que sua alegria seja “completa”, ou seja, não disfarçada ou pela metade, mas plena, tão cheia que não haverá espaço para a tristeza da alma.

b)    Crer no Senhor é grande gerador de alegria:
“Então, levando-os para a sua própria casa, lhes pôs a mesa; e, com todos os seus, manifestava grande alegria, por terem crido em Deus” Atos 16.34
Crer em Deus resulta em “grande” alegria. Se você crê no Senhor, tome posse dela!

c)      Estar na igreja também gera muita alegria:
“Alegrei-me quando me disseram vamos à casa do Senhor.” Salmo 122.1
Você se alegra quando vai à igreja? Tem prazer em prestar culto ao Senhor? Estar congregado com a família de Deus, cantar, dançar, aplaudir, louvar e adorar a Deus é terapêutico e antidepressivo. Muitas vezes você perde esta rica oportunidade quando deixa o inimigo roubar sua alegria de se congregar. Louve ao Senhor e se alegre por esta maravilhosa oportunidade.

d)    Alegria do Senhor é que dá força para caminhada:
“….portanto não vos entristeçais, porque a alegria do Senhor é a vossa força”. Neemias 8.10
Quando você se alegra em Deus isto se torna sua força. E fortalecido, você manda embora toda tristeza e enfrenta qualquer desafio. A alegria do Senhor será seu bom ânimo para vencer em sua caminhada.

Que o Espírito Santo possa encher a sua botija com muito óleo de alegria. Mas, você tem que fazer a sua parte. Não vai conseguir nada fechado(a), trancado(a) em seu quarto ou choramingando pelos cantos. Isso só piora sua situação. A murmuração azeda sua vida. Insatisfação é questão de foco. Pare de olhar para si mesmo(a), para seus problemas, para as coisas que não tem ou para seus infortúnios. Comece a olhar para o que você tem de bom, sua família, seus amigos, seus dons e a própria vida. Confesse sua ingratidão e dúvida. Aproprie-se da fé e das promessas de Deus, vá à igreja, comungue com os irmãos e receba a força que a alegria do Senhor lhe proporciona.


Pense nisso!