Obrigada.

domingo, 17 de junho de 2018

QUANDO AS CRÍTICAS VÊM DE DENTRO


Todos nós temos dificuldades em lidar com as críticas, principalmente quando elas vêm de pessoas próximas a nós, da nossa família, daqueles que amamos e/ou ajudamos. As críticas, geralmente, vêm na forma de comentários feitos na nossa ausência, e depois ficamos sabendo delas, geralmente por outras pessoas.
Moisés era homem de Deus, profeta do Senhor, mesmo assim, passou por isso também. Seus próprios irmãos que o auxiliavam, e que tinham também autoridade sobre o povo, como ele, o criticaram severamente, e o fizeram também pelas costas. Sua autoridade foi questionada. Observe o que eles disseram:
“E falaram Miriã e Arão contra Moisés, por causa da mulher cusita, com quem casara; porquanto tinha casado com uma mulher cusita. E disseram: Porventura falou o SENHOR somente por Moisés? Não falou também por nós? E o SENHOR os ouviu.”  Nm.12:1-2
Neste caso também se vê algo comum nestes casos – a crítica sempre é por causa de alguma coisa simples, que não desagrada a Deus. Ora, quando um líder levantado por Deus erra, é A Deus que tem que se explicar. Deus é quem lhe chama a atenção. Não nós!
A Bíblia declara que a conduta de Moisés agradava a Deus. Por isso, Deus mesmo ouviu cada palavra e agiu em sua defesa. Veja o que Deus disse:
“Não é assim com o meu servo Moisés que é fiel em toda a minha casa. Boca a boca falo com ele, claramente, e não por enigmas; pois ele vê a semelhança do SENHOR; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo, contra Moisés?” Nm. 12:7-8.
Observe a frase: “...por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo...?” Moisés não errou, mas eles erraram feio ao criticá-lo. A Bíblia diz: "Não toqueis nos meus ungidos, e aos meus profetas não façais mal." (I Cr. 16.22)
Talvez você esteja vivendo isso hoje, ou já viveu no passado. O conselho da Palavra de Deus é: guarde seu coração e perdoe!
“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.”  Provérbios 4:23
Se você estiver vivendo em obediência à Palavra, não precisa se defender ou se justificar, pois Aquele que julga sua causa e lhe defende é o Senhor. Quando nossas ações são corretas diante Dele, Ele mesmo nos justifica. Mantenha-se na posição, com a mesma mansidão... e perdoe. Moisés orou pela cura de Miriã porque não guardou ressentimento dela. Você deve fazer o mesmo àqueles que lhe ofenderem.
"Clamou, pois, Moisés ao SENHOR, dizendo: O Deus, rogo-te que a cures. E disse o SENHOR a Moisés: Se seu pai cuspira em seu rosto, não seria envergonhada sete dias? Esteja fechada sete dias fora do arraial, e depois a recolham.” Nm. 12:13-14
Pode ser que aquela pessoa que tem lhe perseguido com críticas e até difamações acabe trazendo sobre si mesma o juízo divino, isto é, lutas, problemas e a colheita de suas próprias ações. Você, porém, apenas ore, e não amaldiçoe. E não se alegre pelas dificuldades dela. Se você mostrar compaixão, mesmo que esta pessoa não tenha lhe mostrado compaixão, o Senhor vai Se alegrar pela sua atitude e lhe dará vitória.
No momento da prova, quando você se sentir injustiçado, ofendido, machucado, peça ao Senhor graça para guardar seu coração do rancor e do ressentimento que são tão naturais. Deus conhece muito bem nosso coração e não há como esconder nada Dele. Fique atento e cuide de seu coração. Mais vale sofrer por um momento a crítica injusta, e deixar Deus lhe defender, do que ter as mãos manchadas pela culpa, por ter tentado revidar, se vingar ou guardar ressentimentos no coração.
Lembre-se: Deus cuida dos Seus.
(Baseado no texto de André de Oliveira)

Pense nisso!