Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

NESTE NATAL, SEJA LUZ!


Há muitos instrumentos de luz. Os antigos usavam a candeia, alimentada com óleo e que produzia luz bem fraca. Ainda hoje se usam, onde não há luz elétrica, lamparinas de querosene, também com luz baça, bruxuleante. Há, ainda, as velas, já com luz mais agradável, mas também fraca e desigual. Vieram depois o gás e afinal a luz elétrica e a fluorescente.
Cada instrumento produz e apresenta sua luz, de acordo com sua capacidade. A vela não deve envergonhar-se diante de uma forte lâmpada elétrica, por não poder iluminar com a mesma intensidade que ela. Não deve, também, a candeia esconder-se de um lampião a querosene ou a gasolina, por ser mais humilde. Cada qual, fazendo sua parte fielmente, cumpre seu dever.
Porque não sei pregar como um conferencista experiente, devo deixar de dar a alguém um folheto, ou ministrar um estudo bíblico a uma alma sedenta?
Porque não sou médico, devo deixar de indicar a um doente um chá saudável ou um tratamento simples?
Devo deixar de orar pelos amigos descrentes, ou de fazer uma visita a pessoa doente física ou espiritualmente, ou de escrever uma carta missionária a uma alma aflita?
Porque não sou farol, me recusarei a ser lampião? Porque não sou vela colorida, de árvore de natal, ou aristocrática vela a enfeitar um piano de cauda ou fina cristaleira, deveria deixar de ser humilde vela comum a iluminar um quarto de viúva pobre com um filhinho doente?
Ah, como é séria, como é real a nossa responsabilidade!
Disse Spurgeon: "Eu não dou muito por sua religião a menos que possa ser vista. Os lampiões não falam; mas brilham. Um farol não rufa tambor, não faz soar o gongo; no entanto, muito longe através das águas, seu facho de luz é visto pelo marinheiro. Assim, brilhem suas ações mais do que sua religião. Seja o principal sermão de sua vida ilustrado por toda a sua conduta, e não deixará de ser ilustre."

“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.Mateus 5.16

 

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça meus blogs e minhas páginas no Facebook. Endereços:
ღ LEIA A BÍBLIA! ღ


segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

PROPÓSITOS DE DEUS PARA O NATAL


Por que o nascimento de uma criança no oriente médio, há mais de 2000 anos atrás, é ainda hoje tão importante e significativo? Por que se tornou um feriado mundial? O que faz o Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o mais significativo evento em toda a história da humanidade, tanto que divide a história entre antes e depois de Cristo (a.C e d.C).
A festa de Natal, como é comemorada hoje não foi uma ideia de Deus. O que Ele planejou foi a vinda de Jesus ao mundo para salvar a humanidade. Este foi o motivo do primeiro Natal, mas parece estar bem distante do que vemos hoje.
Na noite em que Jesus nasceu, Deus enviou um anjo para anunciar Sua chegada. Neste anúncio descobrimos alguns propósitos de Deus para o Natal:
“Havia pastores que estavam nos campos próximos e durante a noite tomavam conta dos seus rebanhos. E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor resplandeceu ao redor deles; e ficaram aterrorizados. Mas o anjo lhes disse: Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo o Senhor. Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura. De repente, uma grande multidão do exército celestial apareceu com o anjo, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor.” (Lucas 2.8-14)
O anjo disse: “de grande alegria para todo o povo”. Vemos aqui o primeiro propósito do natal - ser um tempo de celebração. E o que celebramos? Celebramos porque Deus diz que nos ama - “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16). No Natal Deus nos diz: “Eu te amo!”. E o amor de Deus não está baseado no que você faz, mas em Seu caráter, isto é, naquilo que Ele é. Ele te ama no seu dia bom, no seu dia mau, quando você acha que merece ser amado, e quando você tem certeza que não merece ser amado,...
O segundo propósito do natal é: Deus está conosco. Ele não está ausente ou distante, mas está com você e comigo. A Bíblia diz: “Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença? Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura também lá estás. Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar, mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá.” (Salmo 139.7-10)
No anúncio do Natal, o anjo disse um dos nomes de Jesus – “Emanuel”, que significa “Deus conosco” (Mateus 1.23).
Há uma promessa de Deus para nós em Hebreus 13.5: “Nunca te deixarei, nunca o abandonarei.”
Você pode ter sido abandonado por sua família ou amigos, o que é muito triste, mas Deus diz que nunca vai lhe abandonar. E, se você se sentir sozinho neste Natal, só precisa se conectar a Jesus pela fé e entrar num relacionamento pessoal com Ele. Ele sempre esteve e sempre estará com você, mas você também precisa estar com Ele.
A Bíblia diz: “Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que esse fosse salvo por meio dele” (João 3.17)
Muitas pessoas têm medo de Deus, ficam nervosos quando alguém fala de Deus, porque têm medo Dele. Sabe por quê? Por causa da culpa. É a culpa que nos separa de Deus. Mas a também Bíblia diz que Jesus não veio para condenar, mas salvar. Esta é a boa notícia do Natal: Deus nos ama, Ele está conosco e está a nosso favor. Não precisamos ter medo e podemos nos aproximar Dele através de Jesus.
Por isso o anjo disse aos pastores: “não tenham medo”. Deus está nos enviando uma mensagem: “Você não precisa ter medo de Mim. Fique em paz, porque Eu desejo lhe conceder o Meu favor.”
Não importa quem você seja, de onde você veio ou o que você tem feito com sua vida. As Boas Novas de grande alegria são para você e para todos os homens. Por isso, o Natal é mesmo um tempo de celebração.
Então, neste Natal, faça uma celebração diante de Deus, compartilhe com todos que Jesus veio ao mundo. Tome coragem, peça a palavra na noite de Natal e compartilhe um resumo do que aprendeu aqui ou em sua Bíblia. Traga para o seu lar o verdadeiro propósito do Natal. Vai ser tremendo! Todos ficarão cheios de alegria e começarão a buscar mais a Deus.

Que tal ser VOCÊ o mensageiro de Deus neste Natal?

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça meus blogs e minhas páginas no Facebook. Endereços:
ღ LEIA A BÍBLIA! ღ