Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

“Ano Novo. Vida Nova.”


Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.”

“Ano novo, vida nova”. A cada virada de ano, frases como esta viram moda. Todo mundo deseja recomeçar, todo mundo planeja tudo novamente e promete a si mesmo que tudo será diferente. Mas infelizmente as coisas não mudam só porque desejamos. Por melhores que sejam os votos, por mais comprometidos que sejamos com a mudança, as coisas nem sempre saem como esperamos. Então, chega a frustração. E, às vezes, nem demora muito, chega logo no início do ano. Algumas pessoas ficam muito desestimuladas e apáticas por causa disso. Mas nem tudo está perdido. Deus tem uma proposta de mudança radical, permanente e constante. Não confunda: permanente, porque a partir da primeira mudança, nada mais será como antes; e constante, para a mudança continua acontecendo a cada dia.
E a proposta de Deus é fazer de você uma NOVA CRIATURA. Significa criação nova de Deus, transformação do velho homem em novo, hábitos velhos em novos, personalidade velha, desgastada, cansada em nova, vivificada e com as características da personalidade de Deus.
E a boa notícia é que a mudança que Deus lhe propõe depende mais Dele do que de você. Você tem apenas que dar o primeiro passo, que é receber Jesus como seu Salvador e Senhor, de coração, de verdade.
Daí por diante, Deus faz de você uma nova criatura, isto é, Ele começa a transformar você, sem, contudo, mudar sua essência. Você continua sendo você, mas de forma diferente. Você se torna outro ‘você’. Deus lhe dá uma mente nova com novas idéias, novas vontades, novos pensamentos; lhe dá um novo futuro e um olhar novo sobre a vida e as pessoas. Deus também lhe dá novas esperanças e novas perspectivas.
Tudo isso não tem data para acontecer, mas já que estamos para começar mais um ano, que tal você se dar a este presente a si mesmo?
Pense nisso...

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

“Vê Bem o Que Hás de Fazer”


 
“Então, o profeta se chegou ao rei de Israel e lhe disse:
Vai, sê forte, considera e vê o que hás de fazer;
porque daqui a um ano subirá o rei da Síria contra ti.”
I Reis 20.22

Este texto trata de uma palavra profética sobre o futuro do rei de Israel. Você pode ler toda a história em I Re. 20.1-22, mas com este versículo pode nos ensinar grandes lições:

1.    O fato de haver vencido recentemente uma batalha não significa que não terá mais que lutar. A luta faz parte da existência humana. Diz um ditado popular: “Não descanse sobre os louros”. Significa que, depois de uma vitória, você não pode descansar e se fiar nisto. Antes, deve se preparar para a próxima (“daqui a um ano subirá o rei da Síria contra ti”).
2.    Deus sempre nos dá um período de trégua (“porque daqui a um ano”) para que nos sirva de descanso, fortalecimento, meditação, reflexão e planejamento de novas estratégias para as próximas batalhas que virão (“Vai, sê forte, considera e vê o que hás de fazer”).
3.    Algumas vezes, Deus anuncia batalhas com antecedência não para que você se preocupe, mas para que se prepare e tenha tempo para treinar e planejar. Então, não deixe para fazer isso na hora da batalha (“considera e vê o que hás de fazer”). Deus quer que você entre na batalha preparado e Ele lhe dá tempo e recursos para este preparo.
4.    Na tipologia bíblica, os reis que não representam Deus, certamente representam o diabo e suas hostes. Ele é o inimigo da Igreja de Deus e luta constantemente contra o crente (“o rei da Síria contra ti”). Então, esteja ciente de que você está engajado numa guerra espiritual e permanente.
5.    As estações de guerra e de paz são cíclicas. Cedo ou tarde ambas voltarão à nossa vida (subirá o rei da Síria contra ti). Só estaremos permanentemente em paz quando formos morar no céu com Deus.
6.    Deus sempre nos ajuda, nos abençoa e vence todas nossas batalhas, mas nós temos que fazer a nossa parte(vê o que hás de fazer).

Sendo assim, Deus lhe diz agora:
1)     Você sempre terá batalhas para enfrentar, esteja preparado;
2)     Aproveite o tempo de tranquilidade e paz para treinar e planejar;
3)     Prepare-se para elas com os seus e os meus recursos;
4)     Eu lhe darei vitórias, mas você terá que fazer a sua parte.

Pense nisso.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

“A Pedagogia do Sofrimento”


“Considerai que é suma alegria, meus irmãos, quando passais por diversas provações, sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência.”
Tiago 1.2-3

Muita gente questiona porque Deus permite o sofrimento. É uma boa pergunta. Ao longo da minha caminhada com Ele, e, certamente, depois de muitos sofrimentos, aprendi algumas verdades sobre sofrimento que desejo compartilhar com você.
Primeiro, devo esclarecer que a Bíblia nos conta a origem de todo sofrimento. Em Gênesis, o livro dos começos, Deus criou o homem e lhe supriu de tudo para sua felicidade física, emocional e espiritual. Mas também lhe deu o livre arbítrio, isto é, livre escolha. Deus desejava ser amado pelo homem, mas nenhum amor é verdadeiro se não houver escolha. Então, Deus deu a Adão e Eva, os primeiros humanos, a oportunidade de escolher entre servi-lo ou desobedecê-lo. Infelizmente fizeram a escolha errada, e desobedeceram. A partir daí, o sofrimento entrou na humanidade, não por castigo, mas porque o pecado nos afasta de Deus. Pecado é toda desobediência a Deus. A Bíblia diz: “Porque todos pecaram e foram destituídos (afastados) da glória de Deus.” (Rom. 3.23). O pecado é uma barreira de separação entre nós e Deus, o que nos torna vulneráveis a toda espécie de mal e sofrimento.
Entenda: Deus continua com suas mãos estendidas, nós é que saímos de debaixo delas quando pecamos, e perdemos a Sua proteção e amizade.
Desde então, a reaproximação de Deus exige muito sofrimento e morte. Morte significa separação, e pecado nos separa de Deus. A Bíblia diz:“... e o pecado, sendo consumado, gera a morte.” (Tiago 1.15)
O homem não é capaz de reaproximar-se por seus próprios esforços, por isso, Deus enviou-nos Jesus para morrer por nós e pagar nossa dívida de pecado. E Jesus experimentou... o sofrimento. A Bíblia diz: “Ainda que era Filho de Deus, aprendeu a obediência por aquilo que sofreu.” (Hebreus 5.8)
Jesus nos mostrou que o sofrimento pode ser bom para nos “ENSINAR” dentre muitas coisas, a obediência, a reaproximação de Deus e o aprofundamento de nossa amizade com Ele. A experiência do sofrimento também serve para nos mostrar a nossa impotência. Isso nos obriga a clamar das profundezas, mostra-nos a nossa necessidade de uma caminhada em profundidade.
Então, será que  precisamos passar pela experiência do sofrimento para clamarmos das profundezas ao nosso Deus? Será que a profundidade é filha do sofrimento? Bom seria que não esperássemos sofrer para desejarmos um relacionamento de profundidade com o nosso Senhor.
Uma vida cristã superficial é inútil diante da realidade do sofrimento. Por isso, as pessoas superficiais não entendem o sofrimento e acabam se afastando mais ainda de Deus, o que gera mais sofrimento, e assim por diante num ciclo vicioso. Nestes casos, o sofrimento tem total domínio sobre elas e as fazem perder a fé, ao invés de fortalecê-la.
No furacão da dor ou na alegria de tê-la vencido, a experiência de profundidade significa ser ouvido por Deus e também ouvi-lo, o que implica em um tipo de oração e conhecimento bíblico que ultrapassa o nível do ritual, do protocolo e da obrigação. Estes três últimos é que geram pessoas superficiais.
Portanto, entendemos que o sofrimento pode nos levar a reencontrar Deus através da oração, da obediência, do arrependimento, da humilhação e total dependência Dele, da rendição aos Seus propósitos, da reconciliação com Ele e conosco mesmo. Há uma proposta muito boa para nós no sofrimento, e isso depende exclusivamente de nós mesmos, pois ainda estamos debaixo do estigma da “escolha”.
Se você escolher a derrota, o sofrimento o derrotará. Se escolher se afastar ainda mais de Deus, assim será. Mas se escolher render-se a Deus, entregar-se na busca Dele, render-se ao Seu domínio e cuidado, o sofrimento pode ser uma verdadeira benção na sua vida, pode ser seu passaporte para uma intimidade profunda e maravilhosa com o Senhor.
Pense nisso...
Uma semana muito abençoada (dentro ou fora de sofrimento).

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

“Na Caverna”


“Ali, entrou numa caverna, onde passou a noite; e eis que lhe veio a palavra do Senhor e lhe disse:
Que fazes aqui, Elias?"

1 Reis 19:9

Se for possível, leia toda a história em I Reis 19.1-18 e acompanhe minha reflexão sobre alguns fatos que nos ocorrem, tais quais como ao profeta Elias. (Obs.: v = versículo e vv = versículos.)

1)   O fato de ser um profeta autêntico e fiel não impede a pessoa de sentir medo ou passar por um momento de depressão e solidão. ‘Caverna’ e ‘noite’(v. 9), na Bíblia, significam situações de perigo, escuridão, dificuldades para discernir, solidão, insegurança, etc.
2)   O fato de o profeta estar suprido e alimentado por Deus nem sempre é o suficiente para que ele não entre em depressão, ou saia dela (vv. 5-8).
3)   O fato de estar com medo e deprimido não impede o profeta de comunicar-se com Deus, ou de ouvi-lo. Ao contrário, quando está assim, Deus vem confortá-lo (vv.9, 11).
4)   O fato de estar no ‘monte de Deus’, muitas vezes, não impede de o profeta sentir-se solitário, deprimido ou como vítima (v. 8), coisa comum entre aqueles que realizam grandes trabalhos pra Deus. Isto significa que ele é gente, ser humano e, às vezes, precisa ‘ouvir’ palavras de conforto, seja das pessoas ou do próprio Deus.
5)   Deus sempre entende o estado de espírito dos seus servos. Ele entende quando a pessoa está abatida e abalada pelas circunstâncias e sempre a visita trazendo alívio e alento (vv. 15, 18).
6)   Deus usa os momentos de ‘caverna’ e ‘noite’ para se revelar a seus servos e mostrar-lhes o que devem fazer (vv. 15-17).
7)   O profeta do Senhor, às vezes, pode pensar que seu ministério acabou, que está arruinado, acabado. Mas é Deus quem dá a palavra final. E, na maioria das vezes, ainda tem muito serviço pela frente (vv. 15, 16).
8)   Antes de encerrar a carreira, todo profeta precisa se ‘levantar‘ e preparar, isto é, 'discipular' um substituto (v. 16).
9)   Quando tudo vai mal ou parece perdido, o melhor lugar para se refugiar é no ‘monte de Deus’(vv. 8, 9), pois somente lá a pessoa tem a possibilidade de ouvi-lo. ‘Monte de Deus’ significa: na Sua presença, na Sua casa.

Sendo assim, podemos concluir duas verdades sobre nosso relacionamento com Deus:
·         1ª) Não se sinta inferior ao sentir-se deprimido. Ainda que a maioria não admita, isso também acontece com os outros servos de Deus, senão todos. Lembre-se que Deus entende você mais do que qualquer pessoa. Só não deixe isso acabar com seu compromisso com Ele ou arruinar sua carreira espiritual.
·         2ª) Ao sentir-se assim, corra para o monte de Deus, para a casa de Deus, esconda-se na caverna de Deus (em Sua presença) e aguarde atento, porque, sem dúvida, Ele virá visitá-lo, confortá-lo e fortalecê-lo para o seu próximo serviço. 
·         Em tempo: Se você não se sente como Elias agora, guarde esta mensagem, pois pode precisar dela algum dia. E se você conhece alguém que precise dela agora, compartilhe.

Deus abençoe a todos e se revele aos Seus ‘Elias’ (dentro ou fora da caverna).
Um abraço.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

“Conselhos Errados”

“Conselhos Errados”

“E foi Roboão para Siquém; porque as 12 tribos de Israel se reuniram lá para o fazerem rei.
...e falaram a Roboão, dizendo: Teu pai agravou o nosso jugo; agora, pois, alivia tu esta dura servidão e o pesado jugo que nos impôs, e nós te serviremos. E ele lhes disse: Ide-vos até ao terceiro dia, e então voltai a mim. E o povo se foi. E teve o rei Roboão conselho com os anciãos que estiveram na presença de Salomão, seu pai,... E eles lhe falaram, dizendo: Se hoje fores servo deste povo, e o servires, e ...lhe falares boas palavras, ...serão teus servos. Porém ele deixou o conselho dos anciãos e teve conselho com os jovens que haviam crescido com ele,... e lhe falaram: Assim dirás ao povo: ...Meu dedo mínimo é mais grosso do que os lombos de meu pai. Assim que, se meu pai vos carregou de um jugo pesado, ainda eu aumentarei o vosso jugo; meu pai vos castigou com açoites, porém eu vos castigarei com escorpiões. O rei, pois, não deu ouvidos ao povo;... 1 Reis 12:1-15

1)      Não importa de quem você recebeu ou o tamanho da sua herança. Se você não cuidar muito bem do que recebeu, logo irá perdê-la. Salomão perdeu muitas bênçãos de Deus porque não seguiu os bons conselhos dos anciãos que haviam aconselhado também a seu pai durante todo seu reinado.
2)      É muito sábio pedir um tempo para dar uma resposta importante.
3)     Também é sábio aconselhar-se com os mais velhos, pois eles sempre têm mais experiência de vida, e isso faz toda diferença.
4)     É um erro (muito comum entre os jovens) desprezar o conselho dos mais velhos. Isto sempre traz muitos prejuízos e consequências muito sérias e desagradáveis.
5)     É imprudente tomar conselhos de jovens, principalmente porque eles também têm pouca experiência como você. * Se Roboão cresceu com eles e não sabia o que fazer, o que eles teriam para lhe acrescentar?
6)     Também é muito perigoso aconselhar-se com alguém que está em posição inferior à sua, porque a pessoa pode não saber como é e quais as suas responsabilidades, ou pode lhe invejar e, por causa disso, lhe dar conselhos errados só para vê-lo fracassar.
7)     Quando você segue maus conselhos e/ou que prejudicam aos outros, pode estar cavando sua própria cova. Você pode até ouvir os conselhos de todos, mas precisa avaliar qual é o melhor e quais as consequências iminentes. * Roboão perdeu 10 das 12 tribos de Israel, as quais ele havia herdado de seu pai, o rei Salomão. Ele praticamente acabou com o seu reinado logo na primeira demanda como rei.

Pense nisso.
Uma semana abençoada a todos.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Só pra lembrar

“Só pra lembrar”
De Raquel Roque

Só pra lembrar...
Que você é um ser único,
E, por ser único, é especial
E indispensável, surpreendente e maravilhoso.

Só pra lembrar...
Que você foi criado por Deus
E por ter sido uma idéia divina,
Só pode ser muito especial,
Uma idéia maravilhosa e muito, muito boa.

Só pra lembrar...
Que Ele lhe deu uma digital
Única e diferente dentre bilhões
E lhe deu uma personalidade
E uma voz únicas no mundo.
Por isso você é tão caro e raro.

Só pra lembrar...
Que o seu lugar no mundo
Foi feito sob medida
E ninguém poderá ocupá-lo.
E depois que você se for,
Permanecerá vazio.
Ainda que alguém faça o seu trabalho,
Não será você e todos perceberão a sua falta.

Só pra lembrar...
Que Deus já supriu cada uma de suas necessidades
Desde antes de você nascer.
Cabe a você descobri-las e usufruí-las,
E esperá-las em paz até que as encontre todas.
Mas não tenha pressa, pois poderá consumi-las verdes,
Cruas, insípidas e de valor passageiro.
E, se você esgotá-las, mais cedo será consumido por elas.

Só pra lembrar...
Que a vida, por mais que dure, pode ser fugaz
E trará os frutos de todas as suas sementes
Antes que seu tempo se acabe.
Mas alegre-se, porque, afinal de contas, você também semeou
Ternura, afeto, atenção e amor.
Então, sua colheita será mais farta do que você poderia imaginar.

Só pra lembrar...
Que suas escolhas é que fazem você ser a pessoa que é,
Ou aquela que será...
Então, pense, reflita antes e depois
E faça as escolhas certas.
Meça as consequências, prove todos os sabores,
Saboreie todos os amores,
Mas nunca beba os venenos.
Nunca se iluda com as aparências,
Jamais esqueça suas responsabilidades,
Não deixe passar as oportunidades.

Só pra lembrar...
Que a maior de todas as bênçãos é ser uma benção no mundo,
É amar sem medida, e reconhecer o amor dos outros,
É permitir-se ser amado
E receber o melhor da vida sem culpa,
É marcar as vidas que passam pela sua vida
De modo que jamais esquecerão, com muito ou com pouco, não importa,
Mas de tal forma que alguém, algum dia, lhe escreva uma poesia...
Só pra lembrar...

Obrigada aos que me inspiraram a escrever
e aos que me inspiraram a postar.
Um abraço a todos.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

“Contato Pessoal”


“Ó SENHOR Deus de Israel, não há Deus como tu, em cima nos céus nem em baixo na terra; que guardas a aliança e a beneficência a teus servos que andam com todo o seu coração diante de ti...; porque com a tua boca o disseste, e com a tua mão o cumpriste, como neste dia se vê.” 
1 Reis 8:23-24 

Este texto é parte da oração de Salomão constituído rei sucessor de seu pai, Davi. Você pode ter toda a história lendo o capítulo 8 de I Reis. Vamos pensar um pouco sobre as lições espirituais deste texto.

ü  Deus é uma pessoa – Isto significa que Ele tem personalidade, sentimentos, raciocínio, vontade, caráter. Ele pensa, sente, fala e se ‘relaciona’ pessoalmente conosco.

ü  Deus sempre desejou se relacionar pessoalmente com o ser humano. Desde Gênesis podemos vê-lo conversando com o homem. Ele mantinha um relacionamento pessoal, íntimo e afetivo com o primeiro casal – Gn. 2.19; 3.8. Ele costumava visitá-los pela viração do dia.
Este relacionamento íntimo foi quebrado por causa do pecado. A intimidade com Deus foi bloqueada por dois motivos principais: Deus é santo, Ele abomina o pecado e não pode conviver com ele; nenhum homem em pecado suportaria a presença de um Deus santíssimo.Mesmo assim, Deus tentou se aproximar de Adão e Eva, só que agora, não tão íntimo. Depois deles, Deus tentou relacionar-se com muitas pessoas especiais, as quais O buscavam e se esforçavam para manter uma vida pura e santa. Bons exemplos destas foram Enoque, Noé e Moisés. Davi, apesar de pecador, atraía a presença de Deus com seu arrependimento profundo, sua oração sincera e sua adoração. Ele conseguiu manter uma comunhão íntima com o Senhor, e Deus podia falar-lhe pessoalmente. Mas isto era para poucos.

ü  Deus resolveu o problema da separação através de Jesus - No tempo da Lei, os homens se relacionavam com Deus através de outras pessoas. Os sacerdotes intercediam a Deus por eles, e os profetas falavam em nome de Deus ao povo. Dentro do templo havia um lugar impenetrável, onde só o sumo sacerdote podia entrar, somente uma vez por ano, e lá ele falava com Deus, apresentava as demandas das pessoas ao Senhor e recebia mensagens para o povo. Havia uma cortina muito grossa, chamada de véu, que impedia a aproximação de qualquer pessoa. Quando Jesus morreu, houve uma ruptura deste véu, que se rasgou de cima para baixo, mostrando que o próprio Deus estava abrindo o acesso de todos à sua presença.

ü  Deus ainda hoje deseja se relacionar pessoalmente com a gente. Você não precisa de intercessores ou mediadores. Basta você se aproximar Dele com um coração contrito, sincero. Você pode e deve falar com Ele através da oração, e se fizer isso constantemente, chegará a uma intimidade com Ele e, então, poderá também ouvi-lo. E, quer saber ? Ele está ansioso por isso !

Um grande abraço e uma semana abençoada pra todos.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

“Obediência é o foco”


“E Salomão amava ao SENHOR, andando nos estatutos de Davi seu pai;...
E foi o rei a Gibeom para lá sacrificar,... E lá lhe apareceu o SENHOR de noite em sonhos; e disse-lhe Deus: Pede o que queres que eu te dê. E disse Salomão: De grande beneficência usaste tu com teu servo Davi, meu pai, como também ele andou contigo em verdade, e em justiça, e em retidão de coração, perante a tua face; e guardaste-lhe esta grande beneficência, e lhe deste um filho que se assentasse no seu trono, como se vê neste dia. Agora, pois, ó SENHOR meu Deus, tu fizeste reinar a teu servo em lugar de Davi meu pai; e sou apenas um menino pequeno; não sei como sair, nem como entrar. E teu servo está no meio do teu povo que elegeste; povo grande, que nem se pode contar, nem numerar, pela sua multidão. A teu servo, pois, dá um coração entendido para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; porque quem poderia julgar a este teu tão grande povo? E esta palavra pareceu boa aos olhos do Senhor, de que Salomão pedisse isso. E disse-lhe Deus: Porquanto pediste isso, e não pediste para ti muitos dias, nem pediste para ti riquezas, nem pediste a vida de teus inimigos; mas pediste para ti entendimento, para discernires o que é justo; eis que fiz segundo as tuas palavras; eis que te dei um coração tão sábio e entendido, que antes de ti igual não houve, e depois de ti igual não se levantará. E também até o que não pediste te dei, assim riquezas como glória; de modo que não haverá um igual entre os reis, por todos os teus dias. E, se andares nos meus caminhos, guardando os meus estatutos, e os meus mandamentos, como andou Davi teu pai, também prolongarei os teus dias.” 
1 Reis 3:3-14 (Grifo meu)

Trata-se da oração de Salomão ao ser constituído rei, pedindo sabedoria a Deus para governar o Seu povo. Encontramos aqui muitas e ricas Verdades Espirituais:

1.  Quer seja para governar uma nação, uma família ou à sua própria vida, todo serviço que você se faz é para Deus e, como tal, é importantíssimo e deve ser tratado com toda seriedade.
2.  Deus é a sua única fonte de sabedoria para tudo em sua vida, e você depende Dele para ter sucesso em tudo que fizer.
3.  Quando você estiver diante de Deus, pense duas vezes antes de pedir qualquer coisa. Peça o que realmente precisa e não se deixe levar pelas suas próprias paixões e vontades.
4.  É importante saber pedir. Um pedido bem feito atrai a atenção de Deus e o Seu favor, o que pode lhe proporcionar muito mais do que você pedir.
5.  Deus sempre nos dá mais do que pedimos ou pensamos. Salomão pediu sabedoria e Deus lhe deu ainda: riquezas, longevidade e destruição de todos os seus inimigos.
“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera,...”  Efésios 3.20 
6.  Tudo na vida está relacionado à obediência. Ela é um princípio divino que rege todo o Universo. Apesar de Salomão ter recebido sabedoria sobrenatural, a obediência à Lei da Aliança de Deus ainda era condição necessária para que pudesse fazer bom uso de seu dom e para que Deus lhe cumprisse Suas promessas. A obediência é o foco principal em toda Escritura. Dela advêm todas as bênçãos e o cumprimento de todas as promessas.
PENSE NISSO !!!

Tenha uma semana ricamente abençoada.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

“Ensinável”


“Vem, pois, e permite que eu te dê um conselho, para que salves a tua vida e a de teu filho Salomão.”

Podemos encontrar muitas Verdades Espirituais neste texto, dentre elas, as seguintes:

1) Quando você tem um problema, Deus já tem a solução para ele.

2)  Deus usa pessoas ungidas por Ele para lhe dar instruções que irão solucionar seu problema. 

3) As instruções só serão úteis se você for ‘ensinável’, isto é, se você se permitir ser aconselhado.

4) O problema só será solucionado se você obedecer correta e prontamente às instruções da pessoa que Deus usar para lhe instruir.

5 ) Um conselho acatado pode salvar não só sua vida e seu futuro, mas também o de sua família, sua comunidade, e até de sua nação.

Deus abençoe a sua vida abundantemente.
Um grande abraço.

Por favor, deixe o seu comentário e sugestões.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

“Os Mandamentos”


O mandamento diz: “Não matarás”
E eu digo: mate!
Mate a sede do sedento, a fome do faminto,...
E também a sede de amor e atenção das pessoas ao seu redor.

O mandamento diz: “Não roubarás”
Mas eu digo: roube!
Roube os beijos da pessoa amada,
Roube a solidão dos idosos,
Roube a alegria da sua infância e carregue-a em sua bagagem a vida toda.
Roube alguns minutos do seu expediente
Pra socorrer um colega de trabalho,
Pra aconselhar alguém perdido,
Pra trazer alegria ao ambiente no qual você passa a maior parte de sua vida.
E, se possível, roube também as idéias do seu amigo
Sobre como deixar sua esposa mais feliz,
Sobre como conquistar a confiança de seus filhos,
Sobre como ser feliz gastando menos e curtindo mais.

O mandamento diz: “Seis dias trabalharás e no sétimo descansarás”
Mas eu digo: Trabalhe no sétimo, no oitavo e no nono dia,
Trabalhe no décimo,... e trabalhe o mês inteiro, se for preciso,
Pra não ser pesado a ninguém, pra dar conforto à sua família,
Pra conquistar o seu espaço e melhores salários.
Mas tenha sempre um tempinho pra curtir os filhos
E estar presente nos últimos momentos de alguém que você ama.
Trabalhe muito na lapidação da sua mente e do seu coração,
Das suas vontades e sentimentos, da sua aceitação da vida.
Trabalhe sua resignação diante de quadros que você não pode mudar.
Trabalhe todos os dias da sua vida no objetivo de conhecer a si mesmo.
Trabalhe as suas culpas, pois elas podem estragar seus momentos felizes,
E podem minar seus momentos de descanso e ócio,
Tão importantes para que seu trabalho secular
Seja inteligente, consistente e produtivo.

E eu também digo: Nunca descanse!
Não descanse de fazer o bem, de amar as pessoas,
De respeitar seus superiores e as leis humanas também.
Nunca descanse de ser feliz a maior parte do tempo,
De ver sempre o lado bom das coisas,
E de ouvir o que o outro tem a dizer.
Nunca descanse de adorar seu criador
E de admirar as belezas da criação.
Faça isso todos os dias de sua existência.
Nunca descanse de fortalecer o fraco
E admita, quando se sentir o fraco, que você é quem precisa de força.
E ainda que sinta todo cansaço do mundo, NUNCA descanse de buscar a Deus
Porque sem Ele em sua vida, você não vai ter nem trabalho e nem descanso.

No mais, siga todos os outros mandamentos à risca,
A não ser que eu me lembre de lhe ensinar
Outras formas de contrariar alguns, é claro,
Sem contrariar o Deus que os criou para sua própria felicidade.
Autora: Raquel Roque.

Tenham todos uma semana abençoada. 

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

“A Nuvem de Deus"


“Quando a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, os filhos de Israel caminhavam avante, em todas as suas jornadas; se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam, até o dia em que se levantava.”
Êxodo 40.36,37

Havia uma nuvem que permanecia sobre o tabernáculo enquanto o povo de Israel atravessava o deserto a caminho de Canaã, a Terra Prometida. Ela representava a presença e a própria glória de Deus entre o Seu povo.
Ela denunciava a intenção do Senhor de santificar Seu povo, habitando entre ele, de forma que O reconhecessem como seu único Deus.
A nuvem também era uma espécie de “Bússola Divina”. Através dela o Senhor dava ao Seu povo:
- direcionamento do trajeto; pois estavam no deserto do Sinai, lugar desconhecido, inóspito e hostil;
- proteção dos perigos naturais, como as serpentes e outros animais;
- e ainda conforto para o clima extremo (muito calor de dia e muito frio à noite).
A nuvem lhes dava sombra e frescor de dia, e à noite se transformava em nuvem de fogo para iluminar, aquecer e espantar animais noturnos.
Deus era sua única garantia de chegarem a Canaã em paz.
Daí, você pergunta: E o que é que isso tem a ver comigo ?
Simples: Você também é povo de Deus, e Ele quer ser seu guia e levá-lo seguro até a Canaã Celestial – o céu onde Ele mora. Tudo a ver!
A nuvem orientava o povo sobre a hora de levantar acampamento, a direção da jornada, a hora de parar novamente e descansar, e toda proteção de que precisavam. Você também precisa disso!
Se quiser chegar à Pátria Celestial sem perecer no deserto, esteja atento ao mover de Deus. Significa que quando Deus se move, você se move na mesma direção; quando Ele para, você também para e aproveita o descanso; quando o sol estiver  escaldante, você tem a sombra do Onipotente (Salmo 91.1); e quando a noite for fria e extremamente escura, você tem o Seu calor, a Sua luz, o Seu conforto e a Sua proteção.
Muitos israelitas jamais chegaram à Terra Prometida, pois morreram no deserto. Pereceram frente às intempéries da jornada porque não confiaram no Senhor, não seguiram a nuvem, não acompanharam o movimento e a direção de Deus.
Então, cuidado! Se você não estiver atento, pode perder a direção e a proteção da nuvem de Deus. Se a nuvem partir e você ficar pra trás, isso pode ser muito perigoso. Muita gente perde isso e põe a culpa em Deus. Mas eles mesmos perderam o contato e agora estão perdidos no deserto, sem Deus e sem direção.
Não se contente com menos. Canaã é sua herança. Não pare, não desista, não perca o movimento de Deus em sua vida.
Tenha uma caminhada agradável.