Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Um só corpo, um só Senhor



Em João 17, Jesus fez a oração mais extensa do Novo Testamento, chamada de a Oração Sacerdotal. Ele orou por Seus discípulos e por todos aqueles que haveriam de crer por meio do testemunho deles. Um dos temas centrais dessa oração é o pedido de Cristo ao Pai para que Seu povo possa SER UM. Jesus orou pela unidade cristã. Contudo, a igreja do século 21 provavelmente se encontra mais fragmentada que em qualquer outro período da história da igreja. Vivemos uma crise de identidade. O que é a igreja, afinal de contas?!
Etimologicamente, a palavra igreja vem do grego ekklesia, composta de dois radicais:
ü  ek que  significa “para fora” e
ü  klesia que significa chamados”.
Sendo assim, igreja significa grupo dos que foram chamados para fora, isto é, para fora do mundo, para fora do pecado, para fora do poder das trevas, etc.
No Novo Testamento a palavra Igreja se refere ao agrupamento de cristãos e não a edificações ou templos, e, em alguns momentos, a toda comunidade cristã espalhada no mundo.
Mas para ser igreja é preciso mais que a reunião de pessoas sob a mesma confissão de fé, é preciso haver uma unidade.
Será que nos dias de hoje podemos descrever a igreja como una, ou unificada?
Como podemos responder à oração de Cristo pela unidade da igreja?
Se você faz parte de uma igreja, por que você deve permanecer ali?
As pessoas têm a tendência de trocar de denominação e vão para onde elas gostam do pastor, da pregação, da música ou de qualquer programa em particular. Muitas vezes, elas se sentem confortáveis mudando de denominação em denominação ou de igreja local em igreja local. Poucos são os que prestam atenção no que realmente interessa para Deus: a unidade do Seu povo. Será que mudar de denominação o tempo todo não significa exatamente o contrário de unidade e deser igreja”?
Paulo fala de unidade nestes termos: um só corpo, um só Espírito, uma só esperança, só Senhor, uma só fé e um só batismo. (Efésios 4.4,5). Então, a unidade da igreja não é algo meramente superficial em termos de organização ou metodologia, mas uma confissão de fé unificada na pessoa e na obra de Cristo.
Você conhece a confissão de fé da sua igreja?
Você sabe responder a razão de sua fé?
Você conhece sua igreja? Não o templo, o endereço ou o nome do pastor, mas cada irmão e irmã, seus nomes, suas necessidades, seus gostos e preferências? O que você tem feito para conhecer seus irmãos em Cristo? 
As reuniões menores, nos pequenos grupos ou células, são excelentes espaços para promover a unidade de que Cristo falou.
Você realmente pertence ao povo de Deus? Você está inserido no Corpo de Cristo?
Você faz parte dos que foram chamados para fora? Você realmente está fora do mundo do, do pecado, etc.?
Você tem respondido positivamente ao anseio e à oração de Jesus pela unidade da igreja?

“Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.João 17.21

Pense nisso!

Visite minha página no Facebook: Raquel Roque. E conheça meus blogs:
www.bonnevievie.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário