Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

terça-feira, 13 de maio de 2014

A CHAVE DA LIBERDADE


Em seu livro "O Peregrino" (Eu recomendo!), João Bunyan descreve uma séria crise que envolveu tanto “Cristão” como “Esperança”, dois personagens que haviam sido apanhados pelo gigante “Desespero” e encarcerados no “Castelo da Dúvida”. Deixados sem alimento e água, e recebendo repetidos espancamentos, os dois estiveram perto da morte.
Na noite de sábado, depois de onze dias na prisão, "eles começaram a orar, e continuaram orando até ao romper do dia". De súbito, diz Bunyan, o bom “Cristão”, como alguém meio surpreendido, rompeu nessa entusiástica linguagem:
_ "Que tolo sou eu, para assim fazer uma prisão quando posso andar em liberdade! Tenho no peito uma chave, chamada “Promessa”, que abrirá qualquer fechadura no Castelo da Dúvida".


_ "Boas novas são estas, bom irmão!", disse Esperança. "Tire-a do seio e experimenta!"
Então Cristão tirou a chave do seio, começou a experimentar na porta da prisão e a porta se abriu com facilidade, dando saída a Cristão e Esperança.
Cristão tornou a empregar a chave na porta exterior, e a porta do Castelo se abriu, permitindo os dois prisioneiros escaparem.

“Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?!

Pense nisso!
A chave pode estar dentro de você mesmo – As Promessas de Deus. Use-as nos momentos em que a dúvida quiser lhe aprisionar. Você foi liberto por Cristo Jesus.

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
Conheça também...

Nenhum comentário:

Postar um comentário