Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

quarta-feira, 23 de abril de 2014

A LIÇÃO DO BAMBU CHINÊS


Depois de plantada a semente deste incrível arbusto, não se vê nada por aproximadamente cinco anos, exceto um lento desabrochar de um diminuto broto a partir do bulbo. Durante todo esse tempo, seu crescimento é subterrâneo, invisível a olho nu, mas uma maciça e fibrosa estrutura de raiz que se estende vertical e horizontalmente pela terra está sendo construída. Então, no final do quinto ano, o bambu chinês cresce até atingir a altura de 25 metros.
Vale a pena refletir:

“Muitas coisas na vida são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas, se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu quinto ano chegará, e com ele virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava.” (Autoria desconhecida)

Isso também acontece na vida cristã, na mordomia bíblica dos dízimos e ofertas, no serviço para Deus, na evangelização e na criação dos filhos. Temos apenas que obedecer às ordens da Palavra de Deus e esperar com paciência até que as sementes que plantamos deem seus frutos.

"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor." 1 Coríntios 15:58

"E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido." Gálatas 6:9


"Sede pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia." Tiago 5:

"Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim." Mateus 24:46 

"E ele lhe disse: Bem está, servo bom, porque no mínimo foste fiel, sobre dez cidades terás autoridade." Lucas 19:17

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
Conheça também...

4 comentários: