Obrigada.

sexta-feira, 24 de março de 2017

BENEFÍCIOS DA PROVAÇÃO

Imagem relacionada

“E te lembrarás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus tem te conduzido durante estes quarenta anos no deserto, a fim de te humilhar e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos.”
(Deuteronômio 8.2)

Deus tem propósitos em tudo que Ele faz e naquilo que permite nos acontecer. O texto fala sobre o povo de Israel, que peregrinou no deserto por 40 anos. A peregrinação poderia durar 3 anos, mas durou 40 por causa da sua falta de fé deles. Quando estavam prestes a entrar na Terra Prometida - Canaã, Moisés enviou 12 homens  para espiar a terra. Ao regressarem, apenas dois deles, a saber, Josué e Calebe, deram boas notícias. Os outros 10 espias contaminaram todo o povo com sua falta de fé. Eles só viram as dificuldades daquela terra e disseram que seria impossível conquistá-la. Então o povo murmurou contra Deus. Por causa disso, Deus os fez peregrinar por 40 anos, a fim de que todos os murmuradores morressem e não entrassem em Canaã. Daquela geração só Josué e Calebe entraram na Terra Prometida, porque creram e declararam que podiam entrar.
Aquela provação no deserto foi pela falta de fé do povo. Isso aborreceu o Senhor. Da mesma forma, nós O aborrecemos quando não cremos que Ele é capaz de mudar a nossa sorte, e essa falta de fé alongam os dias da nossa provação. Ainda assim, vemos a misericórdia de Deus sobre Seu povo, como faz também conosco.
Deuteronômio 8.2, na versão NVI diz que Deus “...pô-los à prova, a fim de conhecer suas intenções, se iriam obedecer aos seus mandamentos ou não.(Deuteronômio 8.2)
É exatamente isso que Deus espera de nós toda vez que passamos por provações. E o que Deus quer? Observe comigo o versículo.

1º)     Deus quer nos lembrar que Ele mesmo nos conduz pelo caminho“E lembrarás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus tem te conduzido...” – Se você pertence a Deus, creia: Não é o diabo que leva você para o deserto das provações. É o próprio Deus! Como fez com Jesus – “Jesus, pois, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão; e foi levado pelo Espírito ao deserto,...” E Ele tem objetivos preciosos nisso! As provações vêm para nos melhorar, não para nos destruir!
Então, glorifique a Deus pelas provações e desertos da sua vida. Fique tranquilo(a)! Deus está no controle! Ele é quem lhe conduz!

2º)   Deus quer nos humilhar – “...a fim de te humilhar...” Não no sentido de nos abater ou degradar, mas no sentido de nos colocarmos no nosso lugar, que é de total dependência Dele. Sem Ele não podemos viver, mas, às vezes, nos esquecemos disso e nosso nariz se levanta. Achamos que somos importantes, maiorais, melhores que os outros ou dependentes de nós mesmos. Aí o Senhor se encarrega de nos por no nosso lugar através das provações.
Glorifique a Deus pelas provações, pois elas lhe põem no seu devido lugar e mostram sua total dependência Dele.

3º)   Deus quer conhecer suas intenções, o que está no seu coração - “...para saber o que estava no teu coração,...”  –As provações têm esta característica – expõem o que há em nosso íntimo, no coração. Expõem-nos para Deus ou para nós mesmos? A Bíblia diz que o Senhor já conhece o nosso coração, Ele vê cada intenção e pensamento. Então, a revelação é para nós nos conhecermos. A provação nos baixa a guarda, provoca o “momento desprevenido”, (como diz Richard Foster), isto é, quando você não está prestando atenção, o que está no seu coração vem à tona.
Glorifique a Deus pelas provações, pois elas revelam exatamente o que você tem por dentro. Isso pode ser muito útil, pois, percebendo seu coração, você pode fazer as mudanças necessárias.

4º)  Deus quer saber se somos mesmo fiéis a Ele – “...se guardarias ou não os seus mandamentos.” – Deus permite que as coisas fiquem difíceis para ver até onde vai nossa fé, se somos mesmo fiéis, ou se a nossa fidelidade a Ele depende das circunstâncias. Ele quer ver se somos ou não capazes de cumprir e viver segundo os Seus princípios mesmo nas provações. Quantos servos Seus O abandonaram por causa de dificuldades? Muitos louvam a Deus quando Ele abençoa e dá. Jó adorou a Deus quando Ele tirou. A diferença não está nas tribulações, mas na nossa atitude diante delas.
Glorifique a Deus pelas provações, pois elas lhe mostram que você pode manter-se fiel e cumprir os mandamentos divinos mesmo nas adversidades.

A boa notícia é que Deus não nos abandona durante o deserto, antes cuida de tudo, nos sustenta e nos garante a Terra Prometida no final. Você pode ver isso se ler todo o capítulo 8 de Deuteronômio.
Lembre-se: Deserto não é moradia, é passagem. Mesmo que demore, há um tempo determinado para acabar. A Terra Prometida, sim, é nossa morada final, se nos mantivermos fiéis e firmes, apesar das tribulações da vida.  

Pense nisso!

Conheça também...

http://prraquelroque15.wixsite.com/meusite

Nenhum comentário:

Postar um comentário