Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

QUATRO EQUÍVOCOS DURANTE A CRISE


Temos ouvido muito se falar de crise, principalmente a crise financeira. Mas há crise por todos os lados. Nestas horas é preciso ativar a fé uns dos outros. Vamos tomar o Livro de Jó para falar de quatro equívocos com os quais nos deparamos nos dias da adversidade.

1. O primeiro equívoco foi o de Satanás (Jó 1:9-11)
Disse o diabo: “Ninguém serve o Senhor no meio da dificuldade!”
Seu equívoco foi acreditar que Jó servia a Deus apenas por interesse. Satanás nunca acreditou na  possibilidade de alguém servir a Deus por amor. Para ele, quando alguém se aproxima de Deus, sempre tem um interesse escondido, algo para receber em troca. Ele acusou a Jó de servir a Deus por interesse e, além disso, acusou a Deus de comprar a fidelidade de Jó com bênçãos.
Este é o grande equívoco de Satanás! Ele pensa que estamos aqui por obrigação e não por um chamado. Tudo o que Deus faz é exclusivamente pela Graça. Ele não está esperando retorno e nem pagamento. Rm. 8:32 – “Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?”
Aprenda a enfrentar o diabo afirmando o seu amor ao Senhor!  Cl. 2:6 – “Portanto, assim como recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim também nele andai,...”
A não ser que você tenha revelação que é amado de Deus, este primeiro equívoco vai levar suas forças no dia da crise. O que nos sustenta do dia mal não é a nossa força e sim a força Dele. A força de Deus é a sua Graça! No dia da crise, dê a resposta certa! O diabo está equivocado a seu respeito. Rm. 8:28 – “E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Lição – Sirva e adore ao Senhor mesmo no meio da dificuldade, no meio da crise, e Deus vai honrar você como honrou Jó.l

2. O segundo equívoco foi o da esposa de Jó (Jó 2:9-10)
Primeiro que ela concordou com o diabo, foi seduzida pelas circunstâncias. Uma análise natural sempre nos conduzirá a conclusões parecidas com  as dela. Seu equívoco foi pensar que a vida de Jó estava centrada nos bens, na saúde, ou em suas propriedades, seus animais, seus servos e até mesmo seus filhos e filhas. Ela pensou que para Jó os bens e a família eram mais importantes que Deus. Uma vez perdidos, não havia mais razão para continuar servindo a Deus. A verdadeira vida não está nos bens que nos cercam, ou no bem-estar daqueles a quem  amamos. Lembre-se do que o Senhor disse em Lc. 12:15 – “...porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui.”

Lição – Não se baseie no que você tem ou não tem para servir a Deus. Sirva-O com ou sem as coisas, os bens e as pessoas. Sirva-O pelo que Deus é e não pelo que Ele pode lhe dar.

3. O terceiro equívoco foi o dos amigos de Jó (Jó 11:13-20)
A argumentação de Zofar seria perfeita se ele não estivesse errado o alvo, ou seja, ela partiu de um julgamento de Jó segundo a aparência dos fatos! Não avalie a santidade e a integridade de alguém pela luta que ele está passando naquele momento. Foi Deus quem disse que Jó era íntegro e justo e mesmo assim, olha o que ele passou. Zofar não conhecia verdadeiramente a Deus, julgava que as dores de Jó eram um castigo dos céus.
Alguém pode passar por você e dizer: TEM BRECHA! Mas eles estão equivocados!
É um equívoco pensar que os sofrimentos são somente consequência de pecados. Jesus disse que de fato o pecado pode trazer calamidades, mas não devemos julgar a ninguém pelas suas lutas. Jesus disse que os problemas estão aqui para que a glória de Deus se manifeste. Jo. 9:1-3 – “E passando Jesus, viu um homem cego de nascença. Perguntaram-lhe os seus discípulos: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi para que nele se manifestem as obras de Deus.”
Deus tem pensamentos de paz a nosso respeito! Jr. 29:11 – “Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.”

Lição – Não julgue a ninguém porque está no meio de uma crise. E não se intimide se alguém julgar você assim. o que vale é o que Deus pensa sobre você. não tente se justificar, nem se vangloriar. Deixe Deus testemunhar da sua integridade.

4. O quarto equívoco foi o do próprio Jó (Jó 42:5)
Como pode um homem íntegro, reto e temente a Deus não conhecer a bondade divina? Não basta conhecermos a doutrina, precisamos viver a experiência da Nova Aliança, de que estamos em Cristo e Nele já fomos abençoados com toda sorte de bênçãos espirituais nas regiões celestiais (Ef. 1:3). O equívoco de Jó foi pensar que apenas integridade é suficiente. Sou bom marido, bom pastor, bom discípulo, venho em todas as reuniões, sou dizimista, participo do  discipulado, vou a todas as capacitações de pastores, não falto uma conferência, etc.
Conhecer a Deus não é o mesmo de ter vida integra. Tem pessoas que não nasceram de novo e tem uma vida correta, integra.

Lição – Conheça a Deus na intimidade. E não espere os dias de crise para buscar a Sua face.

Conclusão: É preciso ter os olhos da fé abertos para ver que o Deus que servimos está  acima dos nossos sofrimentos. Ele pode nos curar e libertar de qualquer doença ou crise. E se Ele não nos curar, ou não nos tirar da crise, vamos continuar amando-O e servindo-O de todo coração.
Jamais deixe que a crise o afaste de Deus. José estava passando um uma grande crise, mas essa crise não conseguiu mudar a sua experiência diante de Deus. Ele sabia quem era o seu Deus, independente de onde estava e do que estava passando! Jó permaneceu fiel e conheceu a Deus de perto. Jó 42:5 - “Com os ouvidos eu ouvira falar de ti; mas agora te vêem os meus olhos.
Assim deve ser seu relacionamento com o Senhor! Com crise ou sem crise, conheça ao Senhor!

 

Pense nisso!

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça meus blogs e minhas páginas no Facebook. Endereços:
ღ LEIA A BÍBLIA! ღ


Nenhum comentário:

Postar um comentário