Obrigada.

Bem vindo(a)! Que você seja edificado(a) com as mensagens! Volte sempre!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

VOCÊ AMA AS DÁDIVAS OU O DOADOR?


 

Há uma mensagem no Livro “Mananciais no Deserto” que consola meu coração, e renova minhas forças e confiança no Senhor. Fala sobre uma bonita história do sonho que uma senhora crente teve a respeito e três pessoas que oravam...
“Enquanto estavam de joelhos, o Mestre chegou-se a elas. Ao aproximar-se da primeira, inclinou-se para ela, e sorrindo com amor, falou-lhe com voz suave. Deixando-a, dirigiu-se à segunda, mas só pôs a mão sobre a sua cabeça curvada e deu-lhe um olhar de aprovação. Pela terceira, Ele passou quase abruptamente, sem se deter para uma palavra ou olhar.
“A mulher, em seu sonho, pensou consigo: ‘Quanto Ele deve amar a primeira! À segunda Ele deu Sua aprovação, mas nenhuma das demonstrações de amor que deu à primeira; e a terceira deve tê-lo entristecido muito, pois não lhe deu nenhuma palavra e nem sequer um olhar. O que será que ela fez e por que Ele fez tanta diferença entre elas?’
“Enquanto ela procurava interpretar a atitude de seu Senhor, Ele mesmo aproximou-se dela, no sonho, e disse: ‘Ó mulher, quão erradamente me interpretaste. A primeira mulher de joelhos precisava de toda minha ternura e cuidado para conservá-la em Meu caminho.  Precisa sentir o Meu amor, meu cuidado e auxílio a cada momento do dia. Sem isto, iria falhar e cairia. A segunda já tem uma fé mais forte e um amor mais profundo e posso esperar dela que confie em Mim sejam quais forem as circunstâncias e o que quer que os outros façam. A terceira, que Eu parecia nem notar e quase negligenciar, tem fé e amor da mais alta qualidade, e Eu a estou treinando, através de processos enérgicos e drásticos, para o mais alto e santo serviço. Ela Me conhece tão de perto e confia em Mim tão inteiramente, que não depende de palavras, olhares ou qualquer demonstração sensível da Minha aprovação. Não desmaia nem desanima diante de nenhuma circunstância que Eu a faça atravessar;  ela confia em Mim, mesmo quando o sentimento, a razão e os mais fortes instintos do coração natural se rebelariam – porque sabe que estou operando nela para a eternidade, e que o que Eu faço, conquanto não o saiba explicar agora, compreendê-lo-á depois. Eu me calo em Meu amor porque amo além do poder de expressão das palavras e do poder do entendimento do coração humano, e também por causa de vós, para que possais aprender a me amar e confiar em Mim correspondendo espontaneamente ao meu amor, e com o amor dado pelo Espírito, sem o estímulo de nenhuma coisa exterior para fazê-lo brotar.’
“Ele fará maravilhas, se aprendermos o mistério do Seu silêncio, e se O louvarmos por todas as vezes em que Ele tira as Suas dádivas a fim de que conheçamos melhor o Doador e O amemos mais.”

Pense nisso!

(Extraído de “Mananciais no Deserto, pg. 45 e 46)

Se gostou, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.
Conheça também...
www.bonnevievie.blogspot.com.br
E a minha página de poesias "Bem Dito"

4 comentários:

  1. Muito lindo o texto. Muito bom para aprendermos como é o tratar de Deus para com os seus. Bjsmil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, minha querida. Sua opinião me anima e edifica. Um bj.

      Excluir
  2. Fiquei até arrepiada com cada trecho que fui lendo, tremenda as palavras do agir de Deus maior ainda, sem explicação.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida Adriana. Sua opinião me edifica e me estimula a continuar postando. Um bj.

      Excluir